Escolher bem um um filhote de cachorro para sua família é imprescindível para que haja uma convivência harmoniosa entre a família e o cão.

Imagine você com sua família super calma, e um filhote de Border Collie, que é altamente energético e necessita de muito exercício.

Com certeza essa não seria a escolha ideal, não é mesmo? 

(A não ser que você precise de motivação para fazer exercícios físicos)

Ou então, se sua família tem crianças pequenas que ainda não sabem como lidar com cães e você adota um cão pequeno e delicado, como um Pinscher ou um Poodle Toy?

Provavelmente você teria problemas, ou então, teria que a todo momento ajudar o convívio do seu cão com seus filhos, certamente isso seria cansativo.

Mesmo que sua família seja pequena, isto é, você e você mesmo, é preciso levar em consideração suas características pessoais.

Ademais, todas as pessoas deveriam considerar certos pontos cruciais na hora de escolher um filhote.

Por isso, leia este artigo até o final para descobrir: como escolher o filhote ideal para a sua família!

Veja o que você vai aprender:

As Suas Características Pessoais Podem Influir Na Convivência Com Seu Cachorro

Seu trabalho, onde você mora, se você pratica exercícios…

Tudo isso pode influir na escolha de um cão ideal.

Precisamos pensar nisso ao pensar em que raça escolher, por exemplo.

Algumas raças são mais marcantes que outras e chamam a atenção das pessoas. Inclusive, de tempos em tempos, surge uma raça que está mais “na moda”. 

Então as pessoas se empolgam com a aparência de um cachorro, sem entender o temperamento ou os requisitos de treinamento, e sem levar em conta suas próprias características.

Nossa intenção não é indicar uma raça ideal para você, mas colocaremos abaixo as perguntas que você precisa se responder para que possa escolher um filhote ideal para você e/ou sua família.

Veja abaixo as questões pessoais mais importantes que você precisa levar em consideração:

Espaço

  • Em que tipo de espaço você mora (casa, apartamento, sítio, chácara, condomínio)
  • Quão grande é seu quintal

Uma casa pequena ou um apartamento não seria o ambiente ideal para algumas raças, principalmente as de grande porte. 

Mesmo certas raças de porte pequeno, como alguns terriers, podem necessitar de muito espaço, pois são muito ativos.

Nestes casos, você também precisa estar preparado para levar seu cão em passeios regulares ao ar livre para que o cão faça suas necessidades e também exercícios.

Se o seu espaço é grande e você tem ou gostaria de ter uma raça de porte pequeno precisará tomar providências para abrigar o cão durante a noite ou em épocas de frio, pois as raças pequenas tendem a ser mais delicadas. 

Você precisará também cercar portões ou locais de possíveis fugas. 

Cães pequenos podem passar pelos vãos do seu portão sem que você note.

Tempo disponível

  • Quanto tempo você poderá dedicar ao seu cão todos os dias?
  • Por quanto tempo seu cão ficará sozinho em casa?

Algumas raças simplesmente não ficam bem sozinhas. 

Algumas delas, principalmente as raças de companhia, gostam de ficar com seus tutores e quando ficam muito tempo separadas sofrem de ansiedade de separação, ou então, destroem objetos da casa, como móveis e tapetes, jardins, etc.

Outras raças são mais independentes e podem ser deixadas por mais tempo sozinhas.

Lembrando que o cão é um animal que foi feito para viver em matilha.

Por isso, qualquer cão que tiver um companheiro em casa, no mínimo, é muito mais feliz.

Ambiente Familiar

  • Pessoas idosas ou deficientes convivem com você?
  • Qual é sua faixa etária?
  • Qual é a idade da criança mais nova que convive em sua casa?
  • Você planeja ter um bebê nos próximos anos?
  • Você ou alguém na sua casa é alérgico?

Crianças com menos de cinco anos precisam de cuidadosa supervisão com qualquer cão, mas algumas raças são melhores que outras ​​em torno das crianças. 

Se você tem filhos pequenos, certamente precisa de um cão que seja muito receptivo a seus comandos quando estiver em conjunto com sua família.

Nem todos os cães são indicados para o convívio com pessoas idosas. 

Cães mais energéticos ou mais afobados por exemplo, podem machucar essas pessoas sem intenção, apenas porque são mais ativos.

Muitas vezes a pelagem de cães causam alergias nas pessoas. Os pelos mais duros e finos são os que mais causam alergia. 

Cães das raças Boxer e Cocker Spaniel são responsáveis por causar alergias de contato intensas.

Cães da raça Poodle têm pelos macios que raramente causam alergia em humanos, e é considerado uma ótima raça para pessoas que têm alergia.

Isso não é via de regra, mas se algum membro de sua família tiver histórico de alergias, considere pesquisar sobre a raça que deseja adotar. 

Se possível, faça o teste e coloque o animal em contato com esta pessoa.

Nível de Atividade e Estilo de Vida

  • Quão ativo você é? Você pratica exercícios?
  • Você trabalha o dia todo fora? Você trabalha em casa? Quanto tempo o cachorro ficará sozinho em casa?
  • Você costuma viajar muito? Pode levar o cão nas viagens? Vai precisar deixá-lo sob os cuidados de alguém?

É importante levar em consideração estas questões também. 

Alguns cães são perfeitos parceiros na hora dos exercícios, outros são preguiçosos e não gostam de sair de casa, ou então, se cansam facilmente em vista de alguma característica (como os Pugs que por causa da anatomia do seu focinho, se cansam facilmente e não devem ser expostos ao calor).

Se o seu cachorro precisa ficar muito tempo sozinho por causa do seu estilo de vida ou trabalho, considere uma raça mais calma que tolera ficar sozinha dentro de casa sem a destruir.

Se você viaja muito e não pode levar o seu cão com você, lembre-se que vai precisar deixá-lo com alguém ou pagar um hotelzinho para que ele não fique sozinho.

Outras Questões Pessoais

  • Quanto você está disposto a gastar com o seu cão?
  • Você já teve um cachorro antes?

Tenha em mente que há custos necessários para manter um cão devidamente saudável e bem cuidado. Alguns cães demandam custos mais altos, outros, os custos são mais baixos.

Se você é mãe ou pai de cachorro de primeira viagem, deve saber que algumas raças de cães são mais difíceis de se lidar, e portanto não são indicados para você.

Procure saber sobre os cães mais dóceis e fácil de adestrar para que sua convivência seja mais bem aproveitada.

Veja, agora, as questões referentes às características que você deseja no seu cachorro ideal e que são mais importantes.

Tente mesclar o que você deseja em um cão com suas próprias características pessoais.

As Características do Cão Também Devem Influenciar Na Sua Escolha

Tamanho

  • Que tamanho de cachorro você está procurando?

Se você ama raças grandes e mora em um apartamento, procure saber que tipo de raça de porte grande pode viver dentro de apartamentos ou casas pequenas. 

O Labrador Retriever, por exemplo, é um cachorro calmo que pode adaptar-se bem a espaços pequenos.

Ao contrário, alguns cães de pequeno porte não se dão bem em apartamentos, e é por isso que você precisa fazer sua lição de casa e pesquisar sobre a raça que deseja.

Pele e Pelagem

  • Que tamanho de pelagem você está procurando?
  • Qual tempo e dinheiro você poderá dedicar com banhos, tosas e outros cuidados com a pelagem?

É importante saber que algumas raças têm alta demanda de cuidados. Eles precisam de tosa, banhos frequentes, escovações diárias.

Nesses casos você precisará gastar tempo e/ou dinheiro para manter seu cachorro com a pelagem saudável.

Alguns cães por exemplo, são propensos a ter problemas de pele, como o Pug, por exemplo, que precisa ter suas dobras da pele limpas todos os dias.

Exercício

  • Quão ativo você deseja que seu cão seja?
  • Você deseja um cão que te acompanhe nas caminhadas, corridas e aventuras?

Todos os cães precisam de exercícios e interação diária com seus tutores, uns mais, outros menos. 

Até mesmo as raças pequenas precisam de caminhadas diárias, enquanto outras, como raças de trabalho, por exemplo, o Pastor Alemão e o Golden Retriever, precisam de muito exercício.

Se você deseja um cão que te acompanhe, escolha entre os cães mais energéticos e mais fáceis de adestrar. Garanta que eles tenham energia suficiente para te acompanhar e sejam educados para te obedecer.

Treinamento

  • Quão inteligente você gostaria que o seu cão fosse?
  • Você irá adestrar seu cão em casa ou pagará um profissional?
  • Você quer um cachorro que proteja a sua propriedade?

Algumas raças são mais responsivas ao treinamento do que outras – por exemplo, os Border Collies são instintivamente mais receptíveis ao adestramento e os Poodles aprendem as coisas muito rapidamente. 

Muitas pessoas pensam erroneamente que grandes raças precisam de mais treinamento do que as pequenas. 

Mas não é bem assim que funciona. Todos os cães precisam de adestramento. 

Cães são animais extremamente inteligentes e eles irão aprender o que você ensinar.

Algumas raças aprendem mais rápido que outras. 

E, assim como aprendem bons hábitos, aprendem os hábitos ruins também.

E quando um cachorro se torna adulto, é muito difícil mudar os maus hábitos. Você pode acabar se vendo governado por um cão pequeno e agressivo.

É importante garantir um treinamento consistente nos primeiros meses de vida. Iremos falar sobre isso em um capítulo especial.

Como Escolher Um Filhote de Boa Procedência

Esta é uma questão imprescindível na hora da escolha do filhote.

Veremos abaixo que a hora da compra não é a melhor hora para economizar.

Cachorros de raça precisam ser reproduzidos com responsabilidade e conhecimento, portanto procure criadores idôneos e pesquise suas reputações.

Pergunte à outras pessoas que já compraram filhotes destes criadores, visite o local, de preferência sem hora marcada para certificar de que está fazendo uma escolha certa.

Ao visitar o canil verifique como os filhotes são criados, o tamanho do espaço e os pais.

Embora os potenciais problemas de saúde possam não ser visíveis, observe as seguintes características:

  • Olhos: Os olhos não são apenas a janela para a alma, eles também podem lhe dar uma pista sobre a saúde do cão. 

Secreções nos olhos ou com alguma película esbranquiçada, ou o ato de apertar os olhos são sinais de problemas de saúde.

  • Respiração: Apesar de ser um pouco difícil, você pode tentar ouvir a respiração do filhote, colocando-o próximo ao seu ouvido.

Se notar algum tipo de som como um chiado ou como pequenas bolhas estourando, significa que o filhote está com algum problema respiratório.

O filhote também deve ser capaz de respirar com a boca fechada, em repouso.

  • Movimentação: observe o filhote andar. Veja se ele não está mancando ou andando cambaleando, ou então andando travado. 
  • Interação e Atividade: veja como os filhotes interagem entre si e como eles se aproximam de você. 

Os mais ousados, que respondem prontamente, podem se tornar cães difíceis de adestrar.

Filhotes tímidos tendem a ter problemas de medo e necessitam de socialização intensa. 


Importante: Nosso conteúdo é produzido por profissionais veterinários e tem caráter informativo.

Mas existem algumas questões particulares ao seu cachorro que você SEMPRE deve entrar em contato com o seu veterinário de confiança.

Portanto, de nenhuma forma, substitui a orientação de um médico veterinário.

Sempre que o seu cachorro apresentar sinais anormais, leve-o ao médico veterinário.


Esperamos que neste artigo você tenha encontrado todas as informações que procurava.

Afinal, escolher o filhote ideal para você e sua família é muito importante.

Então, se você gostou deste artigo, nos ajude a distribuir estas informações compartilhando este artigo com seus amigos e nas suas redes sociais.

E não se esqueça de deixar um comentário abaixo para que possamos saber se você está gostando dos nossos conteúdos!

Compartilhe suas experiências conosco!

Até o próximo artigo