O Spitz Alemão é um cachorro de porte pequeno e olhos brilhantes, com personalidade alegre e um coração corajoso.

Esta raça foi desenvolvida na região da Pomerânia, por isso também o chamam de “Lulu da Pomerânia”.

Esta região da Europa Central, chamada Pomerânia, está localizada ao norte de dois países, a Alemanha e a Polônia.

O Spitz Alemão combina um corpo bastante pequeno e um comportamento de cachorro grande.

Sua pelagem exuberante chama a atenção por ser densa e macia, o que deixa o Spitz muitas vezes com aspecto de ursinho de pelúcia.

Mas não se engane, esse pequeno cachorrinho, é alerta, inteligente e bastante ativo.

Veja então todos os aspectos da raça que preparamos para você neste artigo completo sobre o Spitz Alemão.

 

Perfil da Raça Spitz Alemão

Grupo: Cães de Companhia

Tamanho: Porte Pequeno

Altura: Tanto machos como fêmeas podem medir em torno de 20 centímetros de altura.

Peso: Tanto machos como fêmeas podem pesar de 1,9 a 3,5 quilos.

Expectativa de vida: de 12 a 16 anos.

 

Destaques da Raça Spitz Alemão

O Spitz Alemão Pode Ser Difícil de Adestrar em Casa

Iremos ver em seguida que o Spitz é um cachorro bastante inteligente.

Porém, em relação ao adestramento ele pode ser um pouco teimoso.

Fazer o adestramento em casa exige um pouco mais de tempo e paciência para que ele se torne um cão bem adestrado.

 

O Spitz Alemão é Bastante Inteligente

Esta raça foi classificada na segunda categoria de Inteligência de Stanley Corey, ficando na vigésima terceira posição.

Esta é uma classificação muito boa.

Ele é bastante capaz de entender diversas palavras e comandos, mas para isso precisa de adestramento.

Da mesma forma que pode aprender bons comandos e comportamentos, pode aprender comportamentos errados, por isso, comece o treinamento desde cedo.

 

A Pelagem do Spitz Alemão é Fácil de Cuidar

Spitz tem uma pelagem densa e proeminente, mas apesar disso, são fáceis de cuidar.

Algumas pessoas recomendam escovação de duas a três vezes por semana, porém, criadores da raça afirmam que não é necessário.

Eles recomendam uma escova suave e leve somente para tirar a pelagem morta, e não deixar o pelo emaranhado.

 

O Spitz Alemão Não Precisa de Muitos Exercícios

Esta raça é bastante ativa, mas totalmente capaz de se exercitar dentro de casa.

Não é necessário que se faça longos passeios na rua, somente uma voltinha de 10 a 15 minutos por dia é suficiente.

 

Adquirir um Spitz Alemão é Relativamente Caro

O preço de bons filhotes da raça pode ser meio salgado, visto que aqui no Brasil é considerado uma raça exótica.

Bons criadores que são regulamentados e mantém boas práticas de criação costumam cobrar um preço bastante elevado por um filhote de Spitz.

 

História da Raça Spitz Alemão

Embora a Pomerânia não seja o local origem da raça, esta área é creditada de tal maneira porque levou ao desenvolvimento da raça com as características que conhecemos hoje.

Ou seja, os Spitz Alemães foram desenvolvidos na região da Pomerânia a partir de outros cães maiores, seus ancestrais denominados “cães do tipo Wolfspitz ou Spitz”.

Detalhes específicos de como o Lulu da Pomerânia foi realmente desenvolvido não estão disponíveis e permanecem um mistério.

Acredita-se que, durante a Idade Média, esses cães do tipo Spitz, resistentes e úteis, tenham sido introduzidos na Alemanha e na Holanda através de guerreiros vikings.

A partir daqui, esses cães se espalharam pela Europa Central e pela Itália.

O termo “Spitz” foi utilizado pela primeira vez em 1540, pelo Conde Eberhand Zu Sayne, em relação a esse grupo de cães com características parecidas.

Sabe-se que seus ancestrais do Lulu da Pomerânia eram grandes cães de trabalho da Rússia, Sibéria e outras regiões na região do Ártico, com essas características semelhantes como focinhos afilados, orelhas pontiagudas e pelagem densa.

Alguns parentes mais próximos do Spitz Alemão são o Elkhound Norueguês , o Schipperke, o Eskimo Americano , e o Samoyede, todos estes membros do grupo de cachorros Spitz.

Os primeiros exemplares da raça eram maiores, pesando cerca de 13 quilos.

Estes cães tinham orelhas maiores e focinhos mais compridos, tinham também um corpo mais alongado do que é tipicamente visto nas raças provenientes do Ártico.

A história da raça misturou-se à história da realeza britânica, a partir de 1761, quando a princesa Sophie Charlotte de Mecklenburg-Strelitz (um pequeno condado alemão) casou-se com um príncipe inglês que se tornaria o Rei George III.

Ela levou consigo para Inglaterra, um par de cachorros quase brancos chamados Phebe e Mercury, que pesavam aproximadamente 10 quilos.

A raça começou a se tornar popular nos círculos reais, mas não pegou com o público em geral.

Foi então, no reinado da rainha Victoria, neta da rainha Charlotte, que tudo começou a mudar.

Em 1888, a rainha Victoria em viagem a Itália, se apaixonou por um exemplar de Lulu, com porte bastante menor, de aproximadamente 5 quilos.

Marco de Windsor, como foi chamado, foi levado para Inglaterra com a rainha Victoria, juntamente com outro exemplar fêmea, chamada Gina.

Marco e Gina, passaram a competir em muitas exposições de cães, ganhando várias honras.

*Curiosidade: Victoria amava tanto os seus Spitz que, na ocasião de seu falecimento pediu que seu Spitz favorito, chamado Turi, fosse levado até a cama para que ficasse com ela.

Hoje, muitos acreditam que Marco foi a inspiração para reproduzir Spitz menores.

O amor de Victoria pelos Lulus, especialmente os menores, também inspirou os criadores de cães ingleses a começarem a criar estes Spitz menores.

Foi durante esse tempo que o padrão da raça foi estabelecido, com o tamanho chegando ao seu peso atual.

Também durante esse tempo, houve uma expansão da gama de cores originais, que eram principalmente branco, preto, chocolate ou azul para tons alaranjados e avermelhados.

Conta-se também que alguns personagens históricos tiveram seus Spitz de estimação.

O teólogo Martinho Lutero, que tinha um Spitz chamado Belferlein que ele menciona com frequência em seus escritos.

O artista Michelangelo, também possuía um Spitz, que o acompanhava em suas pinturas.

Conta-se que seu Spitz, observou-o pintar o teto da Capela Sistina sentado em um travesseiro de cetim.

O físico Isaac Newton, cujo Spitz, chamado Diamond, supostamente mastigou muitos de seus manuscritos.

E, por último, o compositor Mozart, cujo Spitz foi nomeado Pimperl e a quem ele dedicou uma ária (composição musical para solistas).

 

Personalidade da Raça Spitz Alemão

Spitz podem ser de pequena estatura, mas possuem muita personalidade e são renomados por serem bastante extrovertidos.

Esses cachorrinhos adoráveis ​​com os olhos escuros e amendoados e a expressão alerta e feliz são minúsculos, mas corajosos.

Independente do seu pequeno tamanho, eles tendem a não ter medo de estranhos ou outros animais.

Por isso são considerados também ótimos cães de guarda.

Spitz, estão alertas e conscientes das mudanças em seu ambiente, e podem latir muito em resposta, pois se vêem como guardiões absolutos de sua casa e família.

Não deixe ele desafiar cães maiores, pois sua crença equivocada é de que seu tamanho é maior do que realmente é.

Esta raça é leal e se apega aos seus tutores fortemente, sendo um cachorrinho bem indicado para família.

O Spitz Alemão também é muito inteligente e sabem como obter as coisas do seu próprio jeito, é por isso que eles precisam ser bem adestrados desde filhotes.

Eles são muito rápidos em aprender coisas novas que incluem coisas boas e ruins também.

Eles não gostam de ficar sozinhos por curtos ou longos períodos de tempo e são conhecidos por sofrer de ansiedade de separação.

O uso de brinquedos pode ser uma ferramenta eficaz para que eles consigam se distrair e passar um tempo sozinho.

Isso significa que eles não são uma boa escolha para pessoas que passam muito tempo fora de casa.

 

Saúde do Spitz Alemão: Veja os Pontos Críticos

Os problemas de saúde que estão listados abaixo são para que você possa saber quais problemas o seu Spitz está propenso a contrair.

Assim como nós humanos, os animais, também tem potencial para herdar certos problemas genéticos.

Porém, de forma nenhuma, quer dizer que eles vão desenvolver alguma destas doenças.

 

Problemas Dentais

Esta raça é propensa à problemas dentais precocemente, muito mais do que muitas outras. Eles são vulneráveis ​​aos efeitos da placa e do acúmulo de tártaro.

Infecções podem ser facilmente instaladas devido a estas características.

Colapso de Traquéia

É um dos problemas de saúde genético em Yorkies. A traquéia apresenta-se anormalmente estreita em um Yorkshire Terrier afetado pela doença.

Respiração com ruídos ou problemática e tosse frequente podem ser alguns sinais de colapso de traqueia.

Displasia de Quadril

Trata-se de uma deformidade genética na qual parte do osso do fêmur (cabeça do fêmur) não se encaixa adequadamente no encaixe do quadril (osso da bacia).

Luxação Patelar

Ocorre quando a patela (osso do joelho) é deslocada da articulação. Este deslocamento pode ser total ou parcial.

Necrose Asséptica da Cabeça do Fêmur

A maioria das raças toy são propensas a essa doença que envolve a articulação do quadril.

Nesta doença, o suprimento de sangue para a cabeça do fêmur (o grande osso da pata traseira) está diminuído, e a cabeça do fêmur que se conecta à pélvis começa a se desintegrar.

Normalmente, os primeiros sinais são claudicação (isto é, mancar) e atrofia do músculo da perna, e pode ocorrer quando filhotes, entre 4 a 6 meses de idade.

Esta doença pode ser corrigida com cirurgia para cortar o fêmur doente, de modo que ele não fique mais preso à pélvis.

Alergias

São reações excessivas do sistema imunológico a um alérgeno, que é qualquer substância que seja capaz de induzir uma reação nesse animal em particular.

O tratamento para alergias deve ser direcionado a eliminar o alérgeno da convivência do cachorro.

Pelagem do Spitz Alemão

A primeira coisa que a maioria das pessoas notará sobre um Spitz é todo aquele pelo!

Os cães desta raça possuem uma pelagem com dupla camada de pelos.

Essa dupla camada é composta por um camada inferior e uma exterior.

A camada inferior, ou subpelo, é muito densa, mais fina e deixa o Spitz com um aspecto mais fofo.

A camada superior é mais longa e grossa.

A pelagem também é mais longa em volta do pescoço e do peito, formando um babado.

Sua cauda é outra característica marcante da raça.

A cauda é emplumada e plana sobre as costas do cachorro, esta característica não está presente ao nascimento e pode levar alguns meses para se desenvolver.

Quando tosado no estilo tradicional desta raça, o seu Lulu pode parecer um ursinho de pelúcia.

Cores do Spitz Alemão

Aqueles que não estão familiarizados com esta raça geralmente associam a cor laranja como a cor da Spitz.

No entanto, embora seja de fato considerada como uma cor “clássica”, esta raça pode apresentar diversas outras cores.

São elas:

Creme

Vermelho

Laranja

Preto

Branco

Wolf Sable

Chocolate

Merle

Beaver

Outras cores são menos comuns como Multicolorido, Lavanda, Tigrado e Azul.

Não encontramos referências para estas cores.

Cuidados e Higiene Com o Spitz Alemão

O Spitz Alemão não é uma raça que demanda cuidados intensos com a pelagem, apesar da sua exuberância.

Escove e penteie seu Spitz ao menos duas vezes por semana com uma escova de aço ou um pente de metal.

A escovação distribui os óleos naturais da pele e mantém o pelo e a pele saudáveis, evitando também os nós.

Também ajudará a manter os pelos longe de suas roupas e móveis.

É indicado começar a escovar o seu Spitz pela cabeça em direção ao rabo.

Os banhos nesta raça não precisam ser tão frequentes, visto que eles são cachorrinhos que não ficam com mal cheiro rapidamente.

Utilize um shampoo e um condicionador de qualidade e apropriado para cães.

Um banho a cada 20 ou 30 dias é suficiente.

As tosas nesta raça também não necessitam ser frequentes, alguns tutores optam por fazer a tosa própria para raça para que fiquem com aspecto de ursinho, porém isso não é totalmente necessário.

Convívio do Spitz Alemão Com Crianças e Outros Pets

Spitz tem estrutura delicada e podem parecer brinquedos, porém não são apropriados para crianças menores brincarem.

Eles são delicados demais para serem manuseados de forma grosseira e preferem a companhia de adultos.

Ele pode ser facilmente ferido se ele acidentalmente cair ou se for pisado por uma criança desajeitada.

Apesar de amigáveis e brincalhões, podem ser agressivos com outros cães para tentar provar sua dominância.

Proteja-os de cães maiores, os Spitz não percebem o quão pequenos são e não têm medo de desafiar cães maiores.

Apesar disso, podem se dar bem com gatos e outros animais, especialmente se eles são criados com eles, ou socializados desde filhotes.

Alimentação do Spitz Alemão

Uma dieta bem equilibrada é vital para manter seu Spitz Alemão saudável e feliz.

Para uma boa nutrição, garanta que a sua dieta contenha equilíbrio de todos os nutrientes essenciais.

Uma suplementação com vitaminas e minerais pode ser feita se necessário. Para isso, fale com seu veterinário.

Conhecer alguns fatores básicos de dieta e nutrição vai ajudar você a determinar que tipo de dieta é melhor para seu Spitz Alemão.

Como com todos os seres vivos, existem cinco elementos básicos que são necessários para a saúde ideal do seu Spitz Alemão.

São eles: vitaminas, minerais, proteínas, gorduras e carboidratos (com restrição).

Outro elemento muito importante é a água, que é essencial para o organismo do seu Spitz Alemão.

As quantidades de cada elemento podem variar de acordo com a idade, nível de atividade, condições de saúde e/ou doença.

Todos estes nutrientes combinados, somam-se em suas calorias para montar uma dieta ideal.

Para calcular a quantidade de calorias que seu cachorro deve comer acesse esta calculadora de calorias própria para cachorros aqui.

Aconselhamos, no entanto, que o ideal é que você consulte o médico veterinário.

Ao escolher entre as opções de rações comerciais seca ou úmida (ou ambas) ou a alimentação natural para cachorros certifique-se de estar oferecendo a melhor nutrição.

Mantenha seu Spitz Alemão em boa forma, sempre colocando a quantidade correta de alimento, e dividindo em 2 ou 3 refeições ao dia.

Preço de um Filhote de Spitz Alemão

Essa é uma dúvida frequente de muitas pessoas que estão em busca do seu filhote perfeito.

O preço de um filhote de Spitz pode variar absurdamente, de um criador para outro.

Algumas variáveis que compõem o preço de um filhote, seja ele Spitz ou de outra raça, são:

  • os custos que o criador tem para adquirir e para manter as matrizes;
  • os custos de todos os cuidados dispensados para produzir uma ninhada;
  • os custos com veterinários e outros profissionais envolvidos.

Ou seja, quanto maior o nível de profissionalismo e cuidados com todos os animais envolvidos, maior é o preço de um filhote.

Em contrapartida, infelizmente, existem criadores que mantêm seus cães em situações de vida insalubres e, por isso têm um preço mais baixo. Fuja deles.

Essas questões não são vias de regra, por isso, é totalmente indicado que você pesquise a fundo como são as condições de criação e a reputação deste criador de cães. Faça várias visitas ao canil, de preferência sem hora marcada para certificar de que está fazendo uma escolha certa.

Em nossa pesquisa encontramos preços de Spitz Alemão entre R$1.500,00 a R$10.000,00 reais.

Conclusão

Agora que você já sabe tudo sobre seu Spitz Alemão, queremos saber como é para você ter esse cachorro vibrante e corajoso em sua casa.

Compartilhe conosco suas experiências com seu(s) Spitz deixando um comentário.

Além disso, também criamos uma hashtag perfeita para você e seu Spitz Alemão.

Publique no seu Instagram, uma foto do seu Spitz Alemão com a seguinte hashtag #spitzincriveis

Você poderá ter uma foto do seu Spitz Alemão aqui neste artigo!

Nos ajude também a compartilhar essas informações e ajudar centenas de milhares de pessoas com seus Spitz Alemães.

Compartilhe com seus amigos ou em suas redes sociais.

Um AUbraço! E até o próximo artigo!

Links Úteis

Pomeranian Dogs