pitbull 1

O Pitbull é a abreviação para esta raça proveniente dos Estados Unidos, chamada American Pitbull Terrier.

São cães ágeis que são muito fortes em competições de Agility e de obediência.

Por terem também um incrível porte atlético e muita força,  são grandes vencedores em competições de peso também.

Estes cães até hoje sofrem um terrível preconceito por terem sido originalmente criados como cães de briga.

Ser um tutor de um Pitbull significa que você deve estar ciente que pode ser recebido com raiva e hostilidade por pessoas mal informadas sobre esta raça.

Depois de seu início conturbado, a raça se desenvolveu e o Pitbull se tornou um cão de companhia, muito companheiro e gentil.

Ele é carinhoso e amável com as pessoas, a ponto de ser um péssimo cão de guarda por causa de sua ânsia em abanar o rabo para cumprimentar as pessoas na porta.

Por isso, preparamos um conteúdo incrível e completo sobre o Pitbull, continue lendo para saber tudo sobre a raça.

Perfil da Raça Pitbull

Grupo: Cães do tipo Terrier (cães de caça)

Tamanho: Porte Grande

Altura: Os machos podem medir de 45 a 53 centímetros, já as fêmeas podem medir até 43 a 50 centímetros de altura.

Peso: Os machos podem pesar de 16 a 30 quilos e as fêmeas podem pesar de 14 a 27 quilos.

Expectativa de vida: de 12 a 16 anos.

Origem: Estados Unidos

Pelagem: pelo curto, liso, duro

Destaques da Raça Pitbull

O Pitbull Deve Ser Adestrado Desde Filhote

Sendo cães muito fortes, é necessário ensiná-los desde cedo sobre quem está no comando, caso contrário, eles podem ficar difíceis de lidar.

Portanto, devem ser treinados e socializados para superar a tendência a teimosia.

Por isso também, Pitbulls são cães mais adequados para tutores que podem oferecer adestramento firme e justo, com amor e consistência.

Pitbulls que não são devidamente socializados quando filhotes podem se tornar agressivos em relação a outros cães.

E tendo em mente suas ótimas habilidades de combate, eles têm grande potencial de infligir ferimentos graves em outros animais, cabe ao tutor manter seu Pitbull longe de problemas.

Não é uma boa ideia deixar seu Pitbull correr solto em locais públicos.

O Pitbull Precisa Exercitar Suas Mandíbulas

O Pitbull tem grandes e poderosas mandíbulas, e adora exercitá-las.

Por isso é necessário dar-lhes brinquedos resistentes e duráveis ​​que não podem ser mastigados e engolidos.

Brinquedos frágeis tendem a ser estraçalhados rapidamente.

O Pitbull Necessita de Bastante Exercício

Pit Bulls não são a melhor escolha se você é um dono ocupado, incapaz de dar atenção ao seu novo companheiro!

Eles necessitam de bastante exercícios, são cães energéticos, fortes, ágeis e poderosos.

História da Raça Pitbull

A história do Pit Bull pode ser rastreada até o início de 1800 na Inglaterra.

Os Pitbulls foram originalmente criados a partir dos Antigos Bulldogs Ingleses, que na época tinham grande fama por causa de um esporte sangrento cruel conhecido como “bull baiting”.

Neste esporte, os cães eram programados para assediar/provocar touros por horas até que o animal caísse de fadiga ou por causa de ferimentos ou ambos.

Felizmente, em 1835, o Parlamento Britânico acabou com esta prática a partir da Lei de Crueldade contra os Animais de 1835.

Uma vez que estes esportes foram proibidos, o público voltou sua atenção para a perseguição de ratos.

Nesta prática, cães foram programados para matar ratos, e o vencedor era o que matava o maior número dos ratos no menor período de tempo.

O termo “pit” que significa poço em inglês, vem dessa prática, pois os ratos eram colocados em poços fundos para que não pudessem escapar.

Depois disso, o público voltou seus olhos para a luta entre cães.

Estes dois esportes exigiam mais agilidade e velocidade por parte dos cães, então os Bulldogs foram cruzados com os Terriers.

Todos estes cães foram os primeiros a serem reconhecidos como Pit Bull Terriers.

Apesar de seu instinto em combate, criadores levavam em consideração outras características como a inibição da mordida em relação aos humanos.

Os apostadores precisavam ter certeza de que poderiam entrar nos poços de combate e manejar seus cães sem o perigo de serem mordidos.

Se um cachorro mordia um humano, ele normalmente era abatido.

Em torno de 1860, imigrantes da Inglaterra viajaram para os Estados Unidos, e levaram consigo seus Pitbulls.

Foi durante essa época que a raça Pitbull foi nomeada como a  “American” Pit Bull Terrier.

Na América, esses cães assumiram um papel para vários outros fins.

Eles eram responsáveis ​​por pastorear gado, pastoreio de ovelhas, guardar o gado de ladrões e animais selvagens, ajudando nas caçadas e como caçadores de suínos.

Seu comportamento leal e amoroso com os humanos, especialmente as crianças, deu-lhes um lugar de destaque não apenas como um cão de trabalho, mas como um companheiro.

*Curiosidade: Pitbull nessa época começaram a ser chamados de Nanny Dogs, termo em inglês que significa Cães Babás em inglês.

Durante a Primeira e a Segunda Guerra Mundial, os Pit Bulls foram usados ​​como mascotes da nação Americana.

Sua imagem de bravura e lealdade foi exibida em todas as propagandas durante o período de guerra.

Foi também freqüentemente usado para propagandas e produtos comerciais, em logotipos de empresas e em programas populares de televisão.

O pitbull também era um favorito entre os políticos, estudiosos e celebridades, todos tinham Pitbulls como companheiros.

O Pitbull se tornara o queridinho da América.

Porém, em meados de 1980 muita coisa começou a mudar quando algumas pessoas começaram a procurar Pitbulls para fins ilícitos.

Estas pessoas começaram a moldar estes cães para se encaixar em seus atos ilícitos.

O Pitbull começou a ser usado como cão de guarda e proteção e também em combates clandestinos em ringues de luta subterrâneos.

A demanda por pit bulls levou muitas pessoas a criar seus próprios cães sem se preocupar com temperamento ou socialização e com o objetivo de obter lucro.

Logo Pitbulls foram associados com a pobreza, com bandidos e com o crime.

A mídia contribuiu bastante também, quando começou a lançar capas de revistas importantes, como a Times, associando Pitbulls como assassinos cruéis.

O Pitbull começou a ser visto pelo público como um perigo e muitas pessoas começaram a se desfazer de seus cães.

Tudo isto repercutiu pelo mundo todo, onde até hoje, em alguns locais, cães da raça Pitbull são proibidos por leis.

É recente, o fato de que sua reputação está sendo limpa.

Criadores sérios e amantes da raça tem feito esforços para mostrar as verdadeiras características amáveis desta raça.

Personalidade da Raça Pitbull

Pitbulls são cães fortes, energéticos, ágeis e poderosos.

Eles também são muito engenhosos e motivados.  

Determinação é um dos seus traços mais notáveis.

Seja o que for que eles pretendam fazer, eles colocarão seu coração e alma nisso.

Pode ser na tentativa de escapar de casa, ou “mastigando” seu novo sofá, ou então subindo em seu colo para te encher de lambeijos – eles simplesmente não desistem facilmente.

Outra característica muito importante na raça Pitbull é o seu incrível amor pelas pessoas. Esses cães são muito afetuosos e gostam de atenção humana.

Alguns tutores relatam que seus Pitbulls não têm idéia do seu tamanho, e acreditam serem cães de colo.  

Agressividade, timidez severa e instabilidade não são características tipicamente encontradas e aceitas na raça Pitbull.

Cães com estas características não são bons representantes da raça e não devem ser reproduzidos.

Como qualquer outra raça, Pitbulls podem desenvolver problemas de comportamento se maltratados, abusados, não adestrados e não socializados.

Qualquer cão grande, forte e poderoso que ataca, pode causar muitos danos.

Ao contrário do mito propagado pela mídia, a agressão a humanos não é um problema específico da raça Pitbull.

Como já dissemos Pitbulls são companheiros maravilhosos, amorosos e muito leais.

É importante, no entanto, compreender a natureza da raça, fornecer um ambiente estruturado e estabelecer um papel de liderança positiva.

Saúde do Pitbull: Veja os Pontos Críticos

Os problemas de saúde que estão listados abaixo são para que você possa saber quais problemas o seu Pitbull está propenso a contrair.

Assim como nós humanos, os animais, também tem potencial para herdar certos problemas genéticos.

Porém, de forma nenhuma, quer dizer que eles vão desenvolver alguma destas doenças.

Displasia de Quadril

Trata-se de uma deformidade genética na qual parte do osso do fêmur (cabeça do fêmur) não se encaixa adequadamente no encaixe do quadril (osso da bacia).

Alergias

São reações excessivas do sistema imunológico a um alérgeno, que é qualquer substância que seja capaz de induzir uma reação nesse animal em particular.

O tratamento para alergias deve ser direcionado a eliminar o alérgeno da convivência do cachorro.

Hipotiroidismo

É causado por uma deficiência de hormônio da tireoide.

Os sinais que incluem infertilidade, obesidade, aborrecimento mental e falta de energia.

O pelo do cão pode tornar-se grosseiro e quebradiço e começar a cair, enquanto a pele fica dura e escura.

O tratamento para hipotireoidismo inclui a reposição do hormônio.

Geralmente, a medicação deve continuar durante toda a vida do cachorro.

Estenose ou Sub-Estenose Aórtica

É um defeito cardíaco comumente visto em Pitbulls, e trata-se de uma doença hereditária.

Aorta é a principal artéria do corpo e o termo estenose refere-se a um estreitamento.

Esta estenose geralmente ocorre abaixo da válvula aórtica, forçando o coração a trabalhar mais para fornecer sangue ao corpo.

Esta condição pode causar desmaios e até morte súbita.

Pelagem do Pitbull

A pelagem do Pitbull é curta, brilhante e dura ao toque e pode ser de todas as cores, como por exemplo, vermelho, azul, marrom, cinza, preto e branco e tigrado, entre eles.

A queda de pelos nesta raça é moderada e se concentra mais nos períodos de troca de pelos, que ocorrem sempre no verão e no inverno.

Cuidados e Higiene Com o Pitbull

Esta raça tem baixa exigência a higiene e limpeza.

Eles possuem uma pelagem muito fácil de manter limpa com banhos ocasionais.

Acostume seu Pitbull Terrier a ser escovado e examinado quando ele ainda for filhote.

Mexa nas suas patas com frequência, pois os cães são muito sensíveis nos pés, olhe dentro da boca e das orelhas, para que ele se acostume em ser manipulado.

Convívio do Pitbull Com Crianças e Outros Pets

Pitbulls amam crianças, e são companheiros de brincadeira ideais.

Ele pode ser robusto, enérgico mas é muito tolerante.

Dito isto, nenhum cão de qualquer tamanho ou raça deve ser deixado sem supervisão com crianças.

Por causa de sua herança genética de combate com outros cães, alguns Pitbulls podem ter a tendência de serem agressivos com outros cães e/ou gatos.

Por isso é necessário a socialização desde filhotes.

Se forem socializados desde cedo e treinados para saber qual comportamento que devem seguir, essa agressão pode ser minimizada ou superada.

Na verdade, muitos Pitbulls são amigos de cães e gatos.

Alimentação do Pitbull

Sabemos que o Pitbull é um cachorro robusto e forte e, portanto, você deve dar conta das suas necessidades nutricionais.

Além do mais, a maneira mais rápida de fazer um cachorro feliz e saudável é por meio de uma alimentação balanceada.

Quer seja uma ração comercial ou uma alimentação natural para cachorros, é importante verificar os ingredientes para saber qual decisão tomar.

Então, se você alimentar seu Pitbull corretamente, eles serão mais enérgicos, terão menos problemas de saúde e estarão menos propensos ao ganho de peso.

Igualmente, com uma alimentação saudável, sua pele e pelagem também ficarão excelentes, com brilho e com certeza ele terá menor queda de pelos.

Então, para garantir todos os nutrientes que o seu Pitbull precisa, vamos dar uma olhada nas necessidades dele.

Nutrientes Necessários Para o Pitbull: Como Escolher a Melhor Nutrição

O principal item da dieta de um Pitbull, assim como de outras raças de cachorros, é a carne.

Da carne são extraídas as proteínas, aminoácidos e uma pequena porcentagem de gordura, dos quais ele necessita.

Se você observar no rótulo da sua ração preferida o primeiro item da lista é geralmente uma proteína.

As fontes de proteína saudáveis e próprias para consumo são a carne, a farinha de carne ou então frango e farinha de frango.

Recuse as formulações com farinha de penas, farinha de ossos, farinha de carne e ossos, farinha de subprodutos, farelo de milho, farelo de soja, soja, trigo ou milho.

A porcentagem de proteínas para um Pitbull pode variar de acordo com as idades:

  • para um Pitbull adulto é de 22 a 26% de proteína
  • para um Pitbull filhote vai de 24 a 28% de proteína

Certifique que seu Pitbull está consumindo estas proteínas para que ele desenvolva uma boa saúde.

Um bom nível de proteínas na dieta também ajudará a evitar o sobrepeso, uma vez que a alimentação com proteínas favorece o metabolismo e evita o acúmulo de gorduras.

Falando em gorduras, este é o segundo nutriente necessário na dieta do seu Pitbull.

A gordura é uma fonte de energia, principalmente para filhotes, que estão em fase de crescimento.

Assim como as proteínas, filhotes necessitam de maior nível de gorduras, em torno de 14 a 18%, quando para um adulto é de 12 a 16%.

Assim como falado neste artigo sobre os Labradores Retrievers, todos os cachorros não necessariamente precisam de carboidratos em suas dietas.

Os alimentos do seu Pitbull nunca devem conter conservantes químicos, açúcar ou corantes artificiais.

Consequências e Perigos de Uma Nutrição Inadequada

Se você não está alimentando seu Pitbull corretamente, sua saúde ficará prejudicada.

Como eu citei acima, Pitbulls estão propensos a obesidade. Quando eles não estão recebendo alimentos saudáveis ​​em sua dieta, como guloseimas inadequadas, você acaba sobrecarregando seu sistema e eles podem ganhar peso.

E, definitivamente, um Pitbull gordo não é saudável, e também não é feliz.

A obesidade predispõe ao aparecimento de outras doenças, como Diabetes e doenças articulares e pode até causar a morte precoce!

A expectativa de vida de Pitbull obeso é muito menor que a expectativa de um cachorro saudável.

Em outro extremo, um Pitbull, com uma alimentação pobre em nutrientes, pode se tornar um cachorro magro, com aparência de mal cuidado.

Seus pelos se tornam opacos e quebradiços e eles podem ter atraso no desenvolvimento dos ossos.

Podem ser mais suscetíveis a doenças transmissíveis porque sua imunidade está baixa.

Preço de um Filhote de Pitbull

Essa é uma dúvida frequente de muitas pessoas que estão em busca do seu filhote perfeito.

O preço de um filhote de Pitbull pode variar absurdamente, de um criador para outro.

Algumas variáveis que compõem o preço de um filhote, seja ele Pitbull ou de outra raça, são:

  • os custos que o criador tem para adquirir e para manter as matrizes;
  • os custos de todos os cuidados dispensados para produzir uma ninhada;
  • os custos com veterinários e outros profissionais envolvidos.

Ou seja, quanto maior o nível de profissionalismo e cuidados com todos os animais envolvidos, maior é o preço de um filhote.

Em contrapartida, infelizmente, existem criadores que mantêm seus cães em situações de vida insalubres e por isso têm um preço mais baixo. Fuja deles!

Essas questões não são vias de regra, por isso, é totalmente indicado que você pesquise a fundo como são as condições de criação e a reputação deste criador de cães. Faça várias visitas ao canil, de preferência sem hora marcada, antes de tomar sua decisão.

Não recomendamos comprar um filhote de Pitbull proveniente de ninhadas caseiras.

É muito importante que a genética amável e dócil seja preservada, e isso muitas vezes é ignorado por pessoas leigas no assunto.

Em nossa pesquisa encontramos preços de Pitbull entre R$500,00 a R$5.000,00 reais.

Conclusão

Agora que você já sabe tudo sobre seu Pitbull, queremos saber como é para você ter esse cachorro vibrante e corajoso em sua casa.

Compartilhe conosco suas experiências com seu(s) Pitbull(s) deixando um comentário.

Além disso, também criamos uma hashtag perfeita para você e seu Pitbull.

Publique no seu Instagram, uma foto do seu Pitbull com a seguinte hashtag #pitbullsincriveis

Você poderá ter uma foto do seu Pitbull aqui neste artigo!

Nos ajude também a compartilhar essas informações e ajudar centenas de milhares de pessoas com seus Pitbulls.

Compartilhe com seus amigos ou em suas redes sociais.

Um AUbraço! E até o próximo artigo!

Links Úteis

Villa Lobos Rescue Center