dicas para o adestramento de cães 5

Ei, Tutor Incrível, temos que admitir que todos nós sempre precisamos de dicas para o adestramento de cães, certo?

Afinal, se estes pequenos truques de educação que podem tornar o processo de adestramento mais fácil, nunca são demais! 🙂

E talvez você esteja enfrentando alguns problemas durante o adestramento e a falta de boas maneiras do seu cão esteja perturbando toda a família.

Como, por exemplo, um latido excessivo ou pular nas visitas como forma de saudação!

Então talvez seja a hora de procurar algumas soluções úteis.

Para que esses pequenos deslizes não se transformem em grandes problemas de relacionamento entre você e seu cachorro.

Um problema que talvez possa significar tirar seu filho de quatro patas do convívio social!

E isso, para nós que amamos nossos cães, é inaceitável.

Afinal, casa de mãe de cachorro, você já sabe quem é a prioridade, certo?

Então, a Cachorros Incríveis preparou uma lista com 5 dicas para começar agora mesmo o adestramento do seu cachorro e mais 5 dicas para corrigir os comportamentos problemáticos mais comuns.

Então, veja o que você vai  aprender neste artigo.

1 Tenha Expectativas Realistas

Em primeiro lugar, entenda que um filhotinho pode ser comparado a uma criança, ele é “cachorro infantil” e não um adulto em miniatura.

Antes que você perceba, ele será adulto!

Ajuste as suas expectativas de acordo, considerando suas limitações físicas e mentais.

Você também precisa ter expectativas realistas sobre como mudar o comportamento do seu cão, bem como quanto tempo levará para mudar comportamentos que você não gosta.

Mudar o comportamento pode levar algum tempo e esse tempo pode variar entre diferentes cães e diferentes raças.

Você também precisa considerar há quanto tempo seu cão apresenta determinado comportamento.

Por exemplo, se você não se importou com o fato de seu cachorro ter pulado nas pessoas para dizer oi nos últimos cinco anos e agora você decidiu que não quer mais que ele faça isso.

Então esse comportamento levará muito mais tempo para ser corrigido do que se você tivesse ensinado a ele quando ele era um filhote.

E lembre-se que nunca é tarde demais para mudar qualquer comportamento, mas alguns demoram mais do que outros.

2 Escolha Métodos Modernos de Adestramento de Cães

Existem diferentes maneiras de adestrar um cachorro.

Obter e estudar um método antes mesmo de começar vai te proporcionar uma grande vantagem

Os métodos de adestramento de cães mais modernos usam reforço positivo para educar cães.

Caso você decida seguir esse tipo de método, seu cão aprenderá mais rápido e será mais feliz.

Não só isso, mas métodos de adestramento ruins podem causar todos os tipos de problemas, incluindo traumas e agressão.

Artigo Recomendado: Como funciona o adestramento de cães e quais seus benefícios.

3 Escolha a Recompensa Correta

Escolher a recompensa certa para a habilidade que você está ensinando é fundamental.

Alimentos especiais ou incomuns costumam ser as melhores recompensas.

Isto é, escolha petiscos de alto valor e dê preferência ao favorito do seu cão.

Você pode utilizar pequenos pedaços de peito de frango, queijo, fígado ou até mesmo petiscos naturais.

Você vai se surpreender com quanto os cães adoram esses petiscos naturais.

E não se esqueça de sempre fracionar os petiscos em pequeninas porções para não ultrapassar os requisitos calóricos do seu cão.

Também é importante que você o elogie como recompensa por ter feito a tarefa corretamente.

Certifique-se de dar muita atenção ao seu cão e o deixe saber quando ele é um bom menino.

Essa é a hora de ser mais generoso com sua atenção e elogios.

Está tudo bem em ser um pouco exagerado.

4 Tenha Objetivos Certos e Comece Com o Fácil

Coloque em sua mente que um bom adestramento deve ser focado em reforçar bons comportamentos em vez dos maus comportamentos.

Assim, todas as nossas reações devem estar ligadas a este objetivo: reforçar bons comportamentos.

Por exemplo, na hora do carinho, você pode reforçar o comando de sentar, ao invés de logo pegá-lo no colo quando ele vem correndo para te encontrar.

Decida o que você quer que o cachorro faça e o ensine a te obedecer.

Comece com coisas fáceis, nem preciso dizer que tarefas fáceis precisam ser aprendidas antes das difíceis.

A razão pela qual muitas pessoas falham com isso é porque não percebem o que é fácil e o que é difícil para o cachorro.

5 Evite as Punições e Castigos

Vários estudos mostraram que a punição, mesmo leve, interfere no aprendizado.

Isso faz com que alguns cães se tornem “difíceis”, de modo que punições cada vez mais severas são necessárias para obter os mesmos resultados.

O uso da punição também impede a sua capacidade de se tornar mais habilidoso no adestramento de reforço positivo – e, assim, aumenta a probabilidade de você recorrer à punição no futuro.

O mais preocupantemente disso tudo é que as punições de qualquer tipo demonstraram aumentar o risco de um cão se tornar agressivo, entre outros problemas.

A punição é realmente uma ferramenta de adestramento desatualizada.

Nunca castigue o seu cão quando ele vier até você, não importa o que ele tenha feito antes.

Pelo contrário, sempre demonstre felicidade quando seu cão vier até você, quer você o chame ou não.

Podemos afirmar que uma atitude positiva e carinhosa aumenta o sucesso do adestramento.

Por isso, mantenha uma atitude positiva, pois seu cão sabe quando você está ficando chateado!

1 Como Ensinar o Cachorro a Fazer Xixi no Lugar Certo

Se o problema do seu cachorro for a micção inadequada, você deve, em primeiro lugar, descobrir por que ele está urinando em locais que não deveria.

Você precisará usar suas habilidades de investigação para procurar padrões nos locais, horários ou situações que terminam nesse comportamento.

E, então, você pode iniciar ou reiniciar o “adestramento de banheiro”:

  • Estabeleça uma rotina: leve seu cachorro para o lugar certo logo pela manhã, 20 minutos depois de cada refeição, antes de ir dormir e sempre que ele parecer estar pronto para fazer xixi.

É melhor exagerar e prevenir fazendo alguns pit stops extras durante essa importante fase de aprendizado.

  • Supervisione: acompanhe seu cão ou leve-o na coleira durante essa fase. Dessa forma, você pode recompensar o bom comportamento ou trabalhar no estabelecimento de uma palavra de recompensa para fazer xixi no comando, se assim desejar.
  • Confinar dentro de casa: assim como com um filhote, você precisa estar presente para reforçar o bom comportamento.

Se você tiver que se afastar, você pode usar um pequeno espaço, como um banheiro ou uma cozinha com portões de segurança, para naturalmente ajudar a impedi-lo de fazer xixi em todos os outros lugares.

A maioria dos cães prefere não sujar onde dormem, por isso é bom mantê-los sozinhos em um espaço confinado.

  • Sempre recompense o comportamento desejado e ignore o comportamento indesejado. Não há necessidade de esfregar o nariz dele ou gritar com ele por acidentes.

Se você pegá-lo no ato, um barulho alto pode impedi-lo de continuar!

Uma lata com pedras ou moedas pode ser uma opção para chamar sua atenção no meio do caminho.

Artigo Recomendado: Como Ensinar o Cachorro a Fazer Suas Necessidades No Lugar Certo

2 Ensinando Seu Cachorro a Parar de Pular nas Visitas

A chave para resolver essa questão é demonstrar ao seu cão atenção apenas quando ele estiver com as 4 patas no chão.

Melhor ainda, cumprimente-o apenas quando estiver sentado, calmo e atento.

Isso é especialmente importante para visitantes mais velhos ou muito jovens, pois uma recepção entusiasmada pode ser perigosa e estressante.

Aqui estão algumas coisas que você pode fazer:

  • Mantenha sua atenção e suas mãos longe do seu cão, a menos que suas patas dianteiras estejam no chão.
  • Imediatamente, preste atenção ao seu cão no instante em que os pés da frente caírem no chão, acariciando-o.
  • Quando o seu cão começar a pular, fique parado, olhe para frente (não para o seu cão) e puxe suas mãos e os braços para o peito. Você também pode girar seu corpo longe do cachorro. Calmamente espere o seu cão parar de pular.
  • Quando as patas dianteiras do seu cão tocarem o chão, olhe imediatamente para ele e calmamente o acaricie. Se ele ficar animado e pular de novo, endireite-o e repita a sequência.
  • Peça ajuda aos amigos ou vizinhos para praticar cumprimentos de porta com você.

3 Ensinando Seu Cachorro a Parar de Latir Para Visitas

Todo mundo adora um cão feliz e exuberante, mas os cães excessivamente excitados e descontrolados podem ser um incômodo.

É claro que queremos que nossos cães latam para nos alertar sobre perigos ou problemas, por isso é importante ter tato em nossa abordagem para reduzir latidos excessivos.

Permitir ao cão latir algumas vezes antes de pedir silêncio ajuda a construir o controle de impulsos em seu cão e impede que sua excitação saia do controle.

  • Deixe o seu cão latir três ou quatro vezes e depois diga “Quieto”. Evite gritar. Basta dizer o comando de forma clara e calma.
  • Vá até o seu cão e gentilmente segure o focinho com a mão e repita “Quieto”. Solte o focinho do cachorro, afaste-se e chame-o para longe da porta ou da janela.
  • Peça ao seu cão para se sentar e lhe dê um presente. Se ele ficar ao seu lado e permanecer quieto, continue a dar guloseimas frequentes pelos próximos minutos, até que o que desencadeou seu latido acabe.
  • Faça o mesmo do lado de fora se ele late aos pedestres quando ele está no quintal.

4 Ensinando Seu Cachorro a Parar de Implorar à Mesa

Muitas pessoas acabam estragando seu cão por amá-lo demais.

Mas alguns comportamentos precisam ser cortados pela raiz antes de se transformarem em uma vida inteira de irritação.

O que começa como uma bolinha de pelos adorável implorando à mesa por comida pode rapidamente se transformar em roubo de comida.

Separe ou distraia um cão que implora.

  • Se o seu cão ainda não desenvolveu o hábito de mendicância, não o incentive.

Ignore o cachorro enquanto está sentado à mesa. Sem carinho, sem atenção, sem petiscos.

Se a comida cair no chão da sala de jantar, pegue-a, pois se você permitir que o cão seja seu aspirador durante o jantar, ele sempre se sentirá bem-vindo no espaço.

  • Se já é tarde demais e as lamentações e latidos na hora das refeições já começaram, passe a controlar o acesso do seu cão à mesa.
    • Restrinja o acesso com um portão de bebê.
    • Ensine os comando senta e fica.
    • Forneça um osso ou kong (brinquedo interativo) preenchido com ração ou petiscos para ocupar a atenção do cão durante a refeição.

5 Ensinando Seu Cachorro a Parar de Puxar a Coleira

Quando você anda a um bom ritmo, é mais do que provável que o seu cão trote para acompanhar e tenha menos oportunidades de “parar e cheirar as flores”, mas quando as coisas ficam mais lentas, puxar pode se tornar um problema frustrante.

Lembre-se: a cada segundo que seu cão está na coleira, você está treinando ou “destreinando” comportamentos em seu cão.

Misture o seu ritmo, use reforço positivo para manter a atenção do seu cão e seja o líder em suas caminhadas.

  • Teste diferentes tipos de coleiras e guias, pois o que funciona como mágica em um cão pode ser agravante para outro.

Você pode emprestar de um amigo ou de um treinador para experimentar um equipamento em que você está interessado, mas não está pronto para comprar.

  • Torne-se o foco da atenção do seu cão, definindo o ritmo. Tente iniciar sua caminhada rapidamente e com propósito e use o comprimento da guia mais curto até que ele permaneça de forma confiável.

Tente rotas mais tortuosas e aleatórias. Você quer que o cão esteja atento a você, não apenas seguindo uma rota pré-planejada todos os dias!

  • Tente chamar a atenção dele quando não estiver distraído e lentamente comece a pedir sua atenção em ambientes cada vez mais perturbadores.
  • Se o seu cão começar a correr à sua frente, tente girar imediatamente em círculo. Tente dizer uma palavra ou frase como: “comigo” ou “vamos lá” para recuperar sua atenção. A maioria dos cães descobre rapidamente que puxar não os leva para onde eles querem ir. Recompense ou elogie qualquer contato visual ou esforço de sua parte para seguir junto com você.

Conclusão

Para que a iniciativa dê certo, os tutores também precisam trabalhar.

Por isso, esperamos que este artigo ajude você a educar seu filho de 4 patas, tornando você cooperador e responsável pela educação do seu cachorrinho.

E, por favor, nos ajude a levar informações para outros tutores de cães, compartilhando este artigo com seus amigos e em suas redes sociais.

Fazendo isso você estará ajudando outros apaixonados por cães que querem saber como funciona o adestramento de cães e quais são seus benefícios.

Não se esqueça de deixar um comentário nos dizendo se você já teve problemas com adestramento do seu cachorro e se conseguiu resolvê-lo com o que aprendeu aqui no artigo.

Você tem um problema de treinamento não abordado aqui e que gostaria de ver em uma postagem?

Deixe-nos saber nos comentários!

Compartilhe suas experiências conosco!

Até o próximo artigo!

Um AUbraço