cachorro pode comer queijo 3

Cachorro pode comer queijo?

E mais uma vez esse é um assunto que vem causando dúvidas entre os tutores de cães.

Afinal, alguns alimentos que são nutritivos para humanos podem ter consequências desagradáveis ​​para nossos amigos peludos.

E o queijo pode ser um destes alimentos!

Mas, não para todos os cães.

Por isso, neste artigo, vamos descobrir que tipos de queijo são seguros para cães.

E quais as quantidades recomendadas.

Então continue lendo e veja o que você vai aprender:

Sim, cachorro pode comer queijo.

Porém…

Vamos considerar alguns fatores.

Com exceção do queijo tipo Roquefort (veja abaixo), queijos em geral não são alimentos tóxicos para cães.

Entretanto, alguns cães, assim como nós, podem apresentar intolerância à lactose (que é o açúcar natural presente no leite).

E essa intolerância pode causar reações adversas como vômitos e diarreia.

Cães com alergia a lactose não devem receber queijo.

Portanto, sempre que pensar em dar queijo para seu cachorro, comece com uma pequena quantidade.

Queijos também podem conter proteínas derivadas do leite.

E alguns animais podem apresentar intolerância a estas proteínas.

Outro fator importante é a quantidade de calorias.

Enquanto um pedacinho de queijo pode ser o petisco ideal para um cão de grande porte, como o Pastor Alemão.

Este mesmo pedacinho pode ser uma extravagância calórica para um Yorkshire.

Pois, alguns queijos, principalmente os mais amarelos, contém altos níveis de gordura e, portanto, elevado teor de calorias.

E falando em gorduras do queijo, muitas pessoas acreditam que este seja um fator negativo deste alimento.

Mas, na verdade, o vilão é a quantidade de sódio no queijo.

Por isso, você deve sempre certificar-se de que o queijo que você dá ao seu cachorro tenha o menor teor de sódio possível.

Caso você decida dar queijo para seu cachorro, é importante consultar o médico veterinário.

Mas a dica aqui é que você seja coerente nas quantidades de acordo com o tamanho do seu cachorro.

Existem alguns tipos de queijo que não são recomendados para cães.

O queijo pode ser uma boa fonte de proteína para o seu cão.

É também um alimento que fornece vitaminas e minerais, como por exemplo o Cálcio, Vitamina A, Vitaminas do complexo B e Ácidos-graxos essenciais.

O Cálcio é um mineral essencial para a construção e manutenção dos ossos e dos dentes, além de ser muito importante para a contração muscular e transmissão dos impulsos nervosos.

A vitamina A também é conhecida como Retinol, e exerce diferentes funções no organismo.

Ela é essencial para a visão noturna e a saúde da pele do seu cachorro.

Também faz parte da produção de certos hormônios e proteínas no organismo do seu cachorro.

As vitaminas do complexo B desempenham um papel importante para manter o corpo funcionando como máquinas bem lubrificadas.

Estes nutrientes essenciais ajudam a converter os alimentos em combustível.

Os ácidos graxos essenciais têm vários benefícios para a saúde, a maioria deles relacionados ao sistema de diminuição da inflamação promovido pelo Ômega 3.

Muitos cães têm problemas de saúde causados ​​por muita inflamação no corpo.

Por isso, a maioria dos nossos cães pode se beneficiar de alimentos ricos em Ômegas 3 ou suplementos contendo ácidos graxos ômega 3.

Outro grande benefício deste elemento é a melhora da pelagem e da pele do seu cachorro.

Ele diminui a intensidade da maioria dos tipos de alergias , incluindo alergias a picadas de pulgas, alergias inalantes, alergias de contato e alergias alimentares.

Ácidos graxos ômega 3 também ajudam a diminuir a pele seca e caspa e muitas formas de distúrbios de descamação da pele.

Ômegas 3 também beneficiam o sistema imunológico em animais idosos, podendo melhorar condições inflamatórias degenerativas que são comuns em animais idosos.

Por último, ácidos graxos ômegas 3 podem ajudar cães com problemas inflamatórios que causam dor, como degeneração na articulação, como artrite e até mesmo em doenças renais.

Cães com estes tipos de problemas geralmente necessitam de vários medicamentos que diminuem a dor, e os ácidos Ômega 3 podem ajudar a diminuir a dose dos medicamentos.

Quando pensamos em queijos, sabemos que há uma in

finidade de tipos, cores, consistências.

Queijos mais amarelos são aqueles que contêm maior teor de gorduras.

Por outro lado, queijos brancos contêm maior teor de lactose.

Os queijos brancos geralmente não são curados e, portanto, menos lactose foi convertida pelo processo de fermentação.

Queijos mais duros contêm maior teor de sódio, pois o sal é utilizado como conservante.

Por isso, não se esqueça de ser coerente na hora de escolher.

E sempre comece com pequenas quantidades.

Dentre os queijos brancos, o queijo cottage é o mais indicado para dar para cães, segundo especialistas.

 

Requeijão e “cream cheese” tem os mais elevados teores de lactose dos queijos.

Então, caso suspeite que seu filho de 4 patas tenha intolerância a lactose, evite estes tipos de queijo.

Queijos envelhecidos como cheddar, parmesão e suíço contêm muito pouca lactose e, portanto, tendem a não causar reação à lactose.

 

Como falamos acima a maioria das queijos não são tóxicos para cachorro.

Entretanto, o queijo Roquefort é.

O queijo Roquefort possui uma substância chamada Roquefortina, que é toxina potencialmente letal para os cães.

Portanto, de forma nenhuma ofereça este tipo de queijo para cães.

Também tome cuidado com restos do queijo em vasilhas de lixo, caso seu cachorro tenha o hábito de vasculhá-las.

Evite também queijos com ervas, alho, cebolas e outros condimentos.

Mantenha-os fora do alcance do seu cachorro, pois alguns destes condimento pode ser potencialmente tóxico, como a cebola.

Além disso, estes queijos tendem a ter realçadores de sabor e elevado teor de sódio.

Utilizar o queijo como petisco é uma boa ideia.

Você pode utilizar pequenos pedaços de queijo, como por exemplo, queijo mussarela, para adestramento ou como uma recompensa ocasional.

Além disso, o queijo é amplamente recomendado por veterinários como uma ótima maneira de camuflar medicamentos.

Alguns veterinários recomendam o queijo parmesão ralado como realçador de sabor para dietas prescritas.

Você também pode utilizar o queijo como ingrediente de petiscos para seu cachorro.


Importante: Nosso conteúdo é produzido por profissionais veterinários e tem caráter informativo.

Mas existem algumas questões particulares ao seu cachorro que você SEMPRE deve entrar em contato com o seu veterinário de confiança.

Portanto, de nenhuma forma, substitui a orientação de um médico veterinário.

Sempre que o seu cachorro apresentar sinais anormais, leve-o ao médico veterinário.

Esperamos que neste artigo você tenha encontrado todas as informações que procurava.

Afinal, a saúde do seu cachorro é muito importante para nós.


Então, se você gostou deste artigo, nos ajude a distribuir estas informações compartilhando este artigo com seus amigos e nas suas redes sociais.

E não se esqueça de deixar um comentário abaixo para que possamos saber se você está gostando dos nossos conteúdos!

Compartilhe suas experiências conosco!

Até o próximo artigo!

Um AUbraço