cachorro pode comer peixe 1

Para Humanos o peixe é um ótimo alimento, super benéfico para saúde, mas será que cachorro pode comer peixe?

Será que peixes podem ser prejudiciais para cachorro?

Se você der uma olhada na tabela nutricional de algumas rações, você saberá que o peixe pode fazer parte de algumas delas.

Mas só porque é um ingrediente na comida de cachorro, não significa que podemos alimentar nossos cães com qualquer tipo de peixe.

Antes de questionarmos a procedência deste alimento, pois sabemos que podem estar contaminados com mercúrio, precisamos saber:

É seguro cachorro comer peixe?

Oferecer uma fonte de proteínas altamente nutritiva para cães faz muito sentido.

E neste artigo vamos descobrir se o peixe se enquadra nesta possibilidade.

Vamos ver também fatores de segurança relacionados com este alimento.

Se você quiser adicionar peixe na alimentação do seu cachorro, aqui está o que você precisa saber.

Neste artigo você vai aprender:

A resposta é simples: SIM, cachorro pode comer peixe.

Os peixes podem formar a base para uma dieta saudável e nutritiva para o seu cão.

É uma ótima fonte de proteína e ácidos graxos Ômega 3 para cães.

Tendo isso em mente, precisamos deixar bem claro algumas questões de segurança.

Pois, a espécie de peixe e o método de preparar este alimentam influenciam na saúde do seu cachorro.

Como dissemos, existem alguns cuidados a ser tomados com a alimentação com peixes.

Por questões de segurança, peixes que tem a probabilidade de conter altos índices de mercúrio, como salmão e atum devem ser evitados.

Alguns veterinários também indicam que cachorro não pode comer peixe cru.

Esta questão não é totalmente aceita entre 100% dos profissionais, mas grande parte deles ficam aterrorizados com a possibilidade do seu cachorro comer peixe cru.

Eles afirmam que cachorro pode comer peixe desde que o peixe esteja totalmente cozido sem quaisquer óleos e temperos adicionais pode ser servido sem problemas.

Além disso, peixes crus podem estar contaminados com bactérias como salmonella e listeria.

A respeito da contaminação com o mercúrio, 100% dos profissionais afirmam que é melhor evitar qualquer tipo de atum.

E nem mesmo o atum enlatado, isso parece ser uma péssima escolha para alimentar seu cachorro.

Pois eles contém conservantes e aditivos químicos, além da possibilidade de contaminação por mercúrio.

Certifique-se também de oferecer um peixe ou pedaço de peixe que não contenha nenhum osso ou espinhas.

Eles podem se alojar na boca, garganta, estômago e intestinos do seu cão, às vezes até perfurando a parede do órgão.

Isso é muito perigoso, e pode resultar em uma visita muito cara ao veterinário.

Como já dissemos acima, peixes são fontes de proteínas e ácidos graxos.

Os ácidos graxos Ômega 3 têm vários benefícios para a saúde.

A maioria deles relacionados ao sistema de diminuição da inflamação promovido pelo Ômega 3.

Muitos cães têm problemas de saúde causados ​​por muita inflamação no corpo.

Por isso, a maioria dos nossos cães pode se beneficiar de alimentos ricos em Ômegas 3 ou suplementos contendo ácidos graxos ômega 3.

Exemplos de ácidos graxos ômega 3 incluem:

  • ALA (ácido alfa-linoléico),
  • EPA (ácido eicosapentaenóico) e
  • DHA (ácido docosahexaenóico).

Outro grande benefício deste elemento é a melhora da pelagem e da pele do seu cachorro.

Ele diminui a intensidade da maioria dos tipos de alergias.

Incluindo alergias a picadas de pulgas, alergias inalantes, alergias de contato e alergias alimentares.

Ácidos graxos ômega 3 também ajudam a diminuir a pele seca e caspa e muitas formas de distúrbios de descamação da pele.

O uso de suplementos de ácidos graxos ômega 3 também permite que os donos de animais usem doses menores de cortisona e antibióticos ao administrar muitas dessas condições de pele.

Observação: os benefícios máximos da utilização de alimentos e suplementos ricos em ácidos graxos ômega 3 muitas vezes leva 3-4 meses para que se possa ver as mudanças.

Ômegas 3 também beneficiam o sistema imunológico em animais idosos, podendo melhorar condições inflamatórias degenerativas que são comuns em animais idosos.

Por último, ácidos graxos ômegas 3 podem ajudar cães com problemas inflamatórios que causam dor, como:

  • degeneração na articulação,
  • artrite e
  • doenças renais.

Cães com estes tipos de problemas geralmente necessitam de vários medicamentos que diminuem a dor.

E os ácidos Ômega 3 podem ajudar a diminuir a dose dos medicamentos.

Para minimizar as possibilidades de intoxicação por mercúrio escolha os peixes corretamente.

Também é necessário cozinhá-los adequadamente para que seja uma refeição adequada para o seu cão.

Cães geralmente adoram o cheiro de peixe, e podem devorar suas refeições a base de peixe corretamente.

Se quiser inserir peixe na alimentação natural do seu cachorro, recomendamos que procure o médico veterinário para que ele possa prescrever a dieta corretamente.

A quantidade ideal de carnes sem ossos para alimentação de cães fica em torno de 30 a 40% do total da dieta.

Como fonte de carboidratos você pode utilizar a batata doce, veja aqui nosso artigo sobre a Batata Doce.

Você pode também utilizar pedaços/lascas de peixe como petiscos, ou em receita de biscoitos naturais para cães.


 

Importante: Nosso conteúdo é produzido por profissionais veterinários e tem caráter informativo.

Mas existem algumas questões particulares ao seu cachorro que você SEMPRE deve entrar em contato com o seu veterinário de confiança.

Portanto, de nenhuma forma, substitui a orientação de um médico veterinário.

Sempre que o seu cachorro apresentar sinais anormais, leve-o ao médico veterinário.


 

Esperamos que neste artigo você tenha encontrado todas as informações que procurava.

Afinal, a saúde do seu cachorro é muito importante para nós.

Então, se você gostou deste artigo, nos ajude a distribuir estas informações compartilhando este artigo com seus amigos e nas suas redes sociais.

E não se esqueça de deixar um comentário abaixo para que possamos saber se você está gostando dos nossos conteúdos!

Compartilhe suas experiências conosco!

Até o próximo artigo!

Um AUbraço