bulldog 6

O Bulldog Inglês é considerado um tesouro nacional em seu país de origem, a Inglaterra.

Esta raça foi originalmente usada ​​para conduzir gado, e infelizmente, em seguida, serviu em competições de um esporte sangrento chamado Bull-baiting.

Apesar de suas representações nos desenhos animados como cães ferozes, os Bulldogs de hoje, felizmente, são criados para serem carinhosos e gentis.

Bulldogs são também inconfundíveis, eles têm um corpo forte e ao mesmo tempo baixo, com focinho curto e cabeça grande.

Esta estrutura única do corpo e da cabeça do Bulldog o torna propenso a problemas de saúde, especialmente dificuldades respiratórias e articulares.

Neste artigo veremos em detalhes tudo que você precisa saber sobre o Bulldog Inglês.

Perfil da Raça Bulldog

Grupo: Cães de Companhia

Tamanho: Porte médio

Altura: Tanto machos como fêmeas podem ter de 31 a 40 centímetros de altura.

Peso: Os machos podem pesar de 23 a 25 quilos, já as fêmeas pesam em torno de 18 a 23 quilos.

Expectativa de vida: de 8 a 12 anos.

 

Destaques da Raça Bulldog Inglês

Bulldogs São Super Gentis e Amorosos

O Bulldog Inglês é conhecido por estar entre um dos cães mais gentis e leais do mundo.

Por isso eles são uma escolha muito comum como animais de estimação da família.

Eles são conhecidos por serem excepcionalmente tolerantes e pacientes quando estão perto de crianças de todas as idades.

Bulldogs Têm Tendência a Obesidade

Bulldogs adoram comer e vão comer demais se tiverem a chance.

Por isso você deve monitorar sua ingestão de alimentos.

Outro fator que pode levar a obesidade em Bulldogs é o fato de que eles geralmente são super preguiçosos.

Então é importante que ele seja exercitado todos os dias para mantê-lo em forma.

Por esses motivos, Bulldogs ganham peso facilmente, e podem rapidamente se tornar obesos.

Bulldogs Não Toleram Calor e Umidade

Bulldogs não se dão bem com muito calor e umidade.

Isso é devido ao fato de seus focinhos serem encurtados e de que eles não conseguem fazer o resfriamento eficiente da sua temperatura corporal.

Se estiver com seu Bulldog ao ar livre, observe-o cuidadosamente em busca de sinais de superaquecimento (cansaço, ofegante em excesso, língua para fora, saliva em excesso).

Se observar estes sinais leve-o para dentro imediatamente.

Algumas pessoas costumam colocar piscinas infantis cheias de água em um local sombreado para seus Bulldogs se deitarem.

Bulldogs Têm Tendência a Problemas Respiratórios

Os focinhos curtos dos Bulldogs os deixam propensos a uma série de doenças respiratórias.

Eles  podem ter as narinas apertadas que dificultam a passagem de ar e portanto a respiração.

Por causa da anatomia dos seus focinhos, Bulldogs são ofegantes, bufam e roncam.

Eles também são propensos a ter apneia durante o sono.

Alguns destes problemas podem ser resolvidos com cirurgia.

A raça também é sensível à anestesia por causa do seu focinho curto.

Bulldogs Têm Dificuldade de Dar a Luz

As fêmeas Bulldogs têm dificuldade em dar à luz por causa do tamanho da cabeça dos filhotes.

A maioria delas precisa de cesarianas para que seus filhotes venham a nascer.

>> Veja também: Guia da Raça Pug

História da Raça Bulldog Inglês

A raça Bulldog Inglês foi desenvolvida inteiramente na Inglaterra nos primeiros anos de 1800.

Seus descendentes antigos são os cães do tipo mastim.

Existem relatos sobre a menção da raça muitos anos antes dela ser definitivamente desenvolvida.

Essas menções contam com a descrição de um homem “com dois Bolddogges em seu cavalo …” em 1500.

Em 1631 um homem chamado Preswick Eaton escreveu uma carta “Procure-me dois bons Bulldogs e me mande no primeiro navio”.

Historicamente, pensava-se que o antigo Bulldog Inglês original teria sido uma cruza com o Weimaraner.

No entanto, a análise genética atual de cães de raça pura prova que isso é falso.

Já nos primeiros anos de desenvolvimento a raça Bulldog foi designada às Bull-Baitings.

Bull Baiting era um esporte sangrento que envolvia a prática de colocar cães para assediar (provocar) e atacar um touro amarrado.

*Curiosidade: O propósito deste esporte era amaciar a carne do touro. Acreditava-se que as Bull-baitings “afinavam” o sangue do touro e tornavam a sua carne tenra após ter sido massacrada. Em muitos locais da Inglaterra existiam leis que suportavam estas práticas.

Esses primeiros Bulldogs eram mais altos e pesados ​​do que o Bulldog de hoje, e eram cães muito mais ferozes, que podiam agarrar e sacudir um touro pelo nariz.

As suas bocas largas e mandíbulas poderosas seguravam o touro com firmeza, tornando quase impossível que o touro se livrasse.

O nariz curto e chato permitia que o Bulldog respirasse enquanto segurava o focinho do touro.

Diz-se que até as rugas em sua cabeça teriam um propósito: direcionar e fluir com o sangue de seus olhos, resultante da sua mandíbula travada no touro, para impedir que ele ficasse cego.

Após muitos anos de controvérsia, a prática de Bull Baiting foi proibida na Inglaterra em 1835 com a lei: Ato de Crueldade com Animais.

Após essa proibição, o número de cães Bulldogs começou a diminuir, pois ele havia perdido a utilidade.

Na época, o Bulldog não era um companheiro afetuoso, eram cães agressivos criados seletivamente por gerações para serem bull-baiters.

Então, amantes da raça começam a desenvolver um novo Bulldog com esforços em selecionar cães com temperamento doce e gentil, em vez da agressivos.

Criadores dedicados e pacientes começaram a selecionar apenas os cães que tinham um temperamento dócil para reprodução.

Ao focar sua atenção no temperamento do Bulldog, esses criadores transformaram o Bulldog no cão gentil e carinhoso que vemos hoje.

Os Bulldogs começaram a ser expostos em shows na Inglaterra em 1859.

Em 1861, um Bulldog chamado King Dick ganhou o Show de Birmingham.

Um de seus descendentes, um cachorro chamado Crib, foi descrito mais tarde como “próximo da perfeição”.

Em 1864, o primeiro clube da raça Bulldog foi formado por um homem chamado R.S. Rockstro.

Um membro do clube, Samuel Wickens, escreveu o primeiro padrão da raça, usando o pseudônimo Philo-Kuon.

O padrão da raça Bulldog supostamente foi o primeiro escrito no mundo.

Os cães Bulldogs têm uma longa associação com a cultura britânica, para muitos, o Bulldog é um ícone nacional, simbolizando a coragem e a determinação.

Mais do que qualquer outra coisa, o Bulldog é um triunfo da capacidade humana de reabilitar uma raça inteira e transformá-la em uma companhia desejável e afetuosa por meio de práticas de criação atenciosas e dedicadas.

Tudo porque alguns criadores dedicados tinham paciência, conhecimento e uma visão do que o Bulldog poderia ser no seu melhor.

 

Personalidade da Raça Bulldog Inglês

O Bulldog Inglês só tem a cara de bravo.

Na verdade seu temperamento é o oposto disso,  Bulldogs são gentis, leais e corajosos.

Bulldogs são também bastante sociáveis, doces e alegres.

Muitos tutores relatam que Bulldogs têm personalidade cômica e que gostam de entreter a família.

Sua reputação de cão corajoso, faz o Bulldog um excelente cão de guarda.

Pode ser que ocasionalmente apresente uma certa teimosia que pode ser superada através do adestramento.

É preciso tempo, paciência e consistência para adestrar um Bulldog Inglês.

Do contrário podem começar a mostrar um lado mais dominante em suas naturezas, o que os torna muito mais difíceis de gerenciar e conviver. .

Quando ao aprendizado durante o adestramento, pode ser lento.

Eles foram classificados como uma das raças menos inteligentes, ficando na 78º posição das 80 raças analisadas por especialistas.

Os Bulldogs gostam de estar perto das pessoas e amam quando passam o maior tempo possível com seus donos.

Eles não gostam de ficar sozinhos por longos períodos de tempo. Se isso acontecer, eles podem desenvolver alguns problemas comportamentais indesejados e destrutivos.

Outra coisa que vale a pena ressaltar é que o Bulldog é bastante preguiçoso.

Se você não o submeter a exercícios diários regulares e alimentação adequada, ele tende a ficar obeso.

Quando jovem, o Bulldog pode ser um personagem bastante excitável, mas eles tendem a se acalmar quando amadurecem.

Saúde do Bulldog Inglês: Veja os Pontos Críticos

A raça Bulldog é geralmente saudável, mas como todas as raças, também está propensa a certos problemas de saúde.

Nem todos os Bulldogs vão adquirir uma ou todas essas doenças, mas é importante estar ciente caso você esteja pensando em adotar um Bulldog.

Síndrome Braquicefálica:

Este distúrbio é encontrado em cães com focinho curto, narinas estreitas ou palato mole alongado.

Suas vias aéreas podem ficar obstruídas em diferentes graus.

Podem causar desde respiração ruidosa ou difícil até o colapso total das vias aéreas.

Cães com síndrome braquicefálica comumente fungam e bufam.

O tratamento varia dependendo da gravidade da doença, mas inclui a oxigenoterapia, bem como a cirurgia para alargar as narinas ou encurtar os palatos (cirurgicamente).

Cherry Eye “Olho de Cereja”

Esta doença ocorre quando a glândula da terceira pálpebra aumenta e fica inchada. Parece uma massa vermelha – uma cereja – no canto interno do olho do cachorro.

O tratamento para  esta doença é geralmente a cirurgia.

Entrópio

Entrópio é a inversão, ou a virada para dentro, de todo ou parte da borda de uma pálpebra, ou das duas.

Ceratoconjuntivite Seca

Esta condição ocorre por deficiência na produção de lágrimas, impedindo o olho de ficar lubrificado.

Os sinais são secreção amarela pegajosa, e pode ser confundida com conjuntivite.

O tratamento inclui medicação, lágrimas artificiais e, às vezes, cirurgia.

Distiquíase

É o crescimento anormal de cílios na margem do olho.

Espirro invertido:

Este não é realmente um problema de saúde, mas geralmente ocorre quando os fluidos nasais escorrem pelo palato mole, fazendo com que ele se feche.

Estes sinais parecem muito piores do que realmente são. Tente acalmar seu Bulldog acariciando sua garganta e isso deve passar rapidamente.

Displasia de quadril

Ocorre desenvolvimento anormal e / ou degeneração da articulação coxofemoral (quadril).

Luxação Patelar

Ocorre quando a patela (osso do joelho) é deslocada da articulação. Este deslocamento pode ser total ou parcial

Sarna Demodécica

Ou Demodicose: é causada pelo ácaro Demodex Canis, e conhecida popularmente como Sarna Demodécica, ou Sarna Negra.

Pele e Pelagem do Bulldog Inglês

O Bulldog possui pelagem extra curta com as seguintes características: deve ser lisa, curta, de textura fina, e brilhante.

Além disso a pele do Bulldog possui algumas peculiaridades, ela é uma pele macia e solta, especialmente na cabeça, pescoço e ombros.

Esta raça possui dobras características na pele, principalmente na face.

Acima de seu focinho, há uma dobra grande e pesada e ao lado da boca duas dobras soltas que descem até a garganta e que tornam em uma “barbela”.

Cores Características

Essas são as cores mais comuns que a raça apresenta:

Branco

Tigrado e Branco

Fulvo e Branco

Vermelho e Branco

Malhado

Queda de pelos

O Bulldog costuma ter um pouco de queda de pelo.

Assim como a grande maioria das raças, duas vezes ao ano, você vai ver a troca de pelos.

Essa troca acontece no verão e no inverno, onde a queda de pelos será um pouco maior, pois são as épocas onde o Bulldog Inglês troca toda sua pelagem.

Cuidados e Higiene Com o Bulldog Inglês

Cuidados Com a Pele e Pelagem

Dedique um tempo para escovar o seu Bulldog uma a duas vez por semana.

Isso ajudará a reduzir a quantidade de pelo que fica em suas roupas e móveis.

Para isso utilize uma escova de cerdas firmes.

Limpe o rosto com um pano úmido todos os dias, tomando cuidado para limpar as dobras.

Certifique-se de secar o interior das dobras completamente depois de lavadas.

Alguns tutores sugerem que a limpeza das dobras pode ser feita com lenços umedecidos que contêm lanolina e aloe vera.

Se a pele do seu Bulldog estiver irritada dentro das dobras, visite o veterinário do seu cachorro para que seja recomendado tratamento apropriado.

Convívio do Bulldog Com Crianças e Outros Pets

Bulldogs são conhecidos por serem excepcionalmente tolerantes e gentis quando estão perto de crianças, e podem até mesmo ser seus protetores.

Desde que tenham sido bem socializados como filhotes, eles geralmente são muito bons em torno de outros animais de estimação.

Alguns Bulldogs podem ser um pouco agressivos quando conhecem outros cães.

Alimentação do Bulldog Inglês

A alimentação do Bulldog é muito importante para sua saúde.

Já sabemos que o Bulldog pode ser bastante comilão e por isso é sempre necessário controlar sua ingestão de alimentos.

Devemos dar ao Bulldog a nutrição adequada com fontes de energia para que ele sustente uma vida longa e saudável.

Os requerimentos de uma ótima dieta é que ela seja rica em proteínas e com as porções certas para se proteger contra ganho de peso.

Escolha sempre alimentos provenientes de ingredientes naturais.

Tenha atenção ao ler a tabela de ingredientes.

As fontes de proteína na alimentação do seu Bulldog devem vir sempre da carne de animais ou de peixes.

As porcentagens de proteínas recomendadas estão em torno de 18% para o adulto e 22% para os filhotes.

Já as quantidades de gordura variam entre 5% para adultos e 8% para filhotes.

As alternativas para alimentar seu Bulldog Inglês variam entre rações comerciais seca ou úmida (ou ambas) ou a alimentação natural para cachorros.

Seja qual for a opção que decidir  certifique-se de estar oferecendo a melhor nutrição para o seu cachorro.

Conclusão

Agora que você já sabe tudo sobre seu Bulldog Inglês, queremos saber como é para você ter esse cachorro gentil e amável em sua casa.

Compartilhe conosco suas experiências com seu(s) Bulldog(s) deixando um comentário.

Além disso, também criamos uma hashtag perfeita para você e seu Bulldog.

Publique no seu Instagram, uma foto do seu Bulldog com a seguinte hashtag #Bulldogsincriveis.

Você poderá ter uma foto do seu Bulldog aqui neste artigo!

Nos ajude também a compartilhar essas informações e ajudar centenas de milhares de pessoas com seus Bulldogs.

Compartilhe com seus amigos ou em suas redes sociais.

Um AUbraço! E até o próximo artigo!

 

Links Úteis

Bulldog Guide