boxer 3

O Boxer é uma raça de cão de porte grande e pelos curtos, desenvolvida na Alemanha.

Esta raça foi criada a partir do antigo Bulldog Inglês e do extinto Bullenbeisser (Bulldog Alemão).

Eles são cães grandes, musculosos e de cabeça quadrada, o que dá um ar de cães bastante imponentes.

Mas na verdade o Boxer é um cão travesso e alegre, bastante amigável e leal à sua família.

Foram originalmente criados como cães de guarda e também serviram em diferentes tipos de trabalho.

O típico Boxer é inteligente, alerta e destemido.

Você irá ver Boxers nas cores branco, caramelo ou tigrado, com ou sem marcas brancas.

Continue lendo para saber tudo sobre esta raça incrível.

Perfil da Raça Boxer

Grupo: Cães de Trabalho

Tamanho: Porte Grande

Altura: Os machos podem medir de 56 a 64 centímetros e as fêmeas podem medir de 53 a 61 centímetros.

Peso: Tanto machos como fêmeas podem pesar de 25 a 32 quilos

Expectativa de vida: de 9 a 15 anos.

Origem: Alemanha

Pelagem: curto, suave e brilhante

Cores: Branco, Caramelo ou Tigrado, com ou sem marcas brancas.

Destaques da Raça Boxer

Boxers Necessitam de Bastante Exercícios

Boxers são cães bastante energéticos e precisam de muito exercício.

É preciso ter tempo, desejo e energia para proporcionar à raça a quantidade de atividades e exercícios que eles necessitam.

Boxers Amadurecem Lentamente

Boxers não são considerados totalmente maduros até os três anos de idade, o que significa que eles têm

Boxers Não Suportam Climas Extremos

Por causa de seus focinhos curtos, Boxers têm dificuldade de resfriar o ar e regular sua temperatura corporal.

Por isso, deixar seu Boxer ao ar livre, ou passear e praticar exercícios em temperaturas muito quentes não é indicado.

No caso de temperaturas frias, sua pelagem curta não é capaz de os manter aquecidos.

Os especialistas dizem que a tolerância dos Boxers está entre 21 e 22 graus Celsius.

 

Boxers Podem Ser Ótimos Cães de Guarda

Os Boxers são famosos por seu grande amor e lealdade às suas famílias, isso inclui sua função de cão de guarda.

Eles foram criados inicialmente para esta função e a maioria dos cães desta raça é um ótimo cão de guarda instintivamente.

 

História da Raça Boxer

A história da raça Boxer é uma das histórias mais bem documentadas do desenvolvimento de uma raça.

Inclusive, foi documentada em um livro chamado The Boxer, de John Wagner, publicado pela primeira vez em 1939.

Os ancestrais do Boxer foram o alemão Bullenbeisser (ou Bulldog Alemão) e o Bulldog Inglês.

O Bullenbeisser era descendente de uma das mais antigas raças de cães, os Molossus.

O Bullenbeisser tinha sido usado como cão de caça durante séculos para caçar ursos, javalis e veados.

Com o tempo, os Bullenbeissers pararam de ser usados para a caça e começaram a ser usados ​​por fazendeiros e açougueiros para proteger e dirigir o gado.

A história do Boxer como uma raça única começa no final do século XIX em Munique, na Alemanha.

Um homem chamado Georg Alt cruzou uma Bullenbeisser fêmea, tigrada, chamada Flora, com um cão local de origem desconhecida.

Na ninhada havia um macho, de cor castanho e branco, que se chamava Lechner’s Box.

Lechner’s Box, por sua vez, foi cruzado com sua mãe, Flora, produzindo uma fêmea chamada Alt’s Schecken.

Alt’s Schecken foi registrada como uma Bullenbeisser Moderna, e sua cruza com um Bulldog Inglês, chamado Tom produziu um cachorro chamado Flocki, que se tornou o primeiro Boxer registrado no livro genealógico em 1904.

Uma das irmãs de Flocki, uma fêmea branca, se acasalou com um dos netos de Lechner’s Box, produzindo uma fêmea que foi considerada a mãe da raça Boxer, chamada de Meta von der Passage.

Esta fêmea de nome esquisito (para nós) foi uma grande reprodutora e sua contribuição para a raça foi excelente.

Ela consistentemente produzia filhotes maravilhosos e de grande qualidade.

Como você pode ver, houve muitos cruzamentos familiares até que se produzisse o padrão da raça.

Em 1894, três alemães chamados Roberth, Konig e Hopner decidiram estabilizar a raça e colocá-la em exibição em uma competição de cães.

Isso aconteceu em Munique em 1895, e no ano seguinte eles fundaram o primeiro Clube de Boxer.

 

Personalidade da Raça Boxer

Boxers são cães divertidos e felizes.

Eles adoram brincar com a família e amigos e são pacientes e gentis com as crianças.

Os Boxers também são leais e responderão corajosamente a qualquer coisa que ameace seus entes queridos.

Os Boxers são incrivelmente inteligentes, mas nem sempre levam o treinamento a sério.

Para melhores resultados, seja amoroso, mas firme e consistente com seu Boxer.

Boxers são bons em detectar brechas nas regras e eles vão forçar a barra para ver como podem se safar.

Comece o adestramento desde filhotes.

Utilize petiscos, brinquedos e elogios para atraí-lo e motivá-lo.

Com estrutura, disciplina, muito exercício e estimulação mental, seu Boxer pode se tornar o cão dos seus sonhos.

Sem essas coisas, bem, ele pode se transformar em um pesadelo.

 

Saúde do Boxer: Veja os Pontos Críticos

A raça Boxer tem uma expectativa de vida de 9 a 15 anos. São geralmente saudáveis, mas, como todas as raças, estão propensos a certos problemas de saúde.

Nem todos os Boxers vão adquirir essas doenças, mas é importante estar ciente delas se você estiver pensando em ter um cachorro desta raça.

 

Câncer

Boxers são especialmente propensos ao desenvolvimento de tumores de mastócitos, linfoma e tumores cerebrais.

Boxers brancos ou com marcas brancas excessivas podem sofrer queimaduras solares e até desenvolver câncer de pele.

Se o seu Boxer é de cor clara, aplique protetor solar nas orelhas, nariz e pelos quando ele estiver ao sol.

 

Cardiomiopatia de Boxer

Também chamado de Cardiomiopatia Artrítica Boxer, Arritmia Ventricular Familiar e Cardiomiopatia Arritmogênica Ventricular Direita.

Esta é uma condição herdada onde o coração do cão às vezes bate de forma errada (arritmia) devido a um distúrbio de condução elétrica.

Isso pode causar fraqueza, colapso ou morte súbita.

 

Estenose ou Sub-Estenose Aórtica

É um defeito cardíaco comumente visto em Rottweilers, e trata-se de uma doença hereditária.

Aorta é a principal artéria do corpo, e o termo estenose refere-se a um estreitamento.

Esta estenose geralmente ocorre abaixo da válvula aórtica, forçando o coração a trabalhar mais para fornecer sangue ao corpo.

Esta condição pode causar desmaios e até morte súbita.

 

Displasia de Quadril

Trata-se de uma deformidade genética na qual parte do osso do fêmur (cabeça do fêmur) não se encaixa adequadamente no encaixe do quadril (osso da bacia).

 

Hipotiroidismo

É causado por uma deficiência de hormônio da tireoide.

Os sinais que incluem infertilidade, obesidade, aborrecimento mental e falta de energia.

O pelo do cão pode tornar-se grosseiro e quebradiço e começar a cair, enquanto a pele fica dura e escura.

O tratamento para hipotireoidismo inclui a reposição do hormônio.

Geralmente, a medicação deve continuar durante toda a vida do cachorro.

 

Distrofia de Córnea

Esta doença afeta a córnea tornando-a opaca.

É causada por excesso de lipídeos na córnea.

Pode afetar mais fêmeas do que machos.

Não há terapia para esta doença, porém ela parece não afetar a visão.

 

Demodicose

É causada pelo ácaro Demodex Canis, e conhecida popularmente como Sarna Demodécica, ou Sarna Negra.

 

Torção-Dilatação Gástrica

Também chamada de vólvulo gástrico, essa doença é grave e causada pela torção total ou parcial do estômago dentro do abdômen.

Afeta principalmente cachorros de porte grande, como o Rottweiler.

Sabe-se que um dos fatores para o desenvolvimento desta doença é a alimentação única, de forma voraz, seguida de exercício.

Esta condição é uma emergência veterinária e necessita de atendimento imediato.

Os cachorros afetados vão apresentar muita dor, pressão sanguínea diminuída, febre, abdômen distendido.

 

Alergias

São reações excessivas do sistema imunológico a um alérgeno, que é qualquer substância que seja capaz de induzir uma reação nesse animal em particular.

O tratamento para alergias deve ser direcionado a eliminar o alérgeno da convivência do cachorro.

 

Surdez

Os Boxers brancos são especialmente suscetíveis à surdez. Cerca de 20% deles são surdos.

Boxers brancos não devem ser criados porque os genes que causam surdez em Boxers brancos podem ser herdados.

 

Pelagem do Boxer

Boxers têm pelagem curta e lisa.

Esta raça pode ter três cores: Branco, Caramelo ou Tigrado, com ou sem marcas brancas.

Marcas brancas geralmente aparecem na barriga ou nos pés e não devem cobrir mais de um terço do pêlo.

Eles podem apresentar no rosto uma máscara preta, às vezes com uma faixa branca correndo pelo focinho entre os olhos.

Em alguns países marcas brancas cobrindo mais de um terço do corpo são tidos como uma desqualificação, nos palcos e na reprodução.

Isso porque marcações brancas excessivas em Boxers os tornam mais suscetíveis a problemas de saúde, como câncer de pele e surdez.

Os reprodutores respeitáveis ​​não querem passar esses genes.

No passado, os criadores frequentemente sacrificavam filhotes brancos no nascimento, mas hoje a maioria dos criadores os colocam em casas de animais de estimação.

Possuem uma leve queda de pelos, que se acentua nas épocas de troca de pelos, isto é, no verão e no inverno.

 

Cuidados e Higiene Com o Boxer

A pelagem do Boxer requer o mínimo de cuidados.

Boxers são cães limpos e são conhecidos por se cuidarem como os gatos.

Escove a pelagem 1 vez por semana, com uma escova de cerdas ou uma luva de borracha para ajudar a manter a queda sob controle.

Felizmente, a pelagem do Boxer não precisa de banhos frequentemente.

Então, em geral, você só vai ter que dar banho em seu Boxer quando ele estiver realmente sujo.

Use um bom shampoo para cachorro e certifique-se de enxaguar bem depois.

 

Convívio do Boxer Com Crianças e Outros Pets

Boxers são pacientes e espirituosos com crianças, mas também as protegem, tornando-os uma escolha popular para as famílias.

Geralmente Boxers bem socializados se dão bem com outros cães e animais domésticos, como gatos.

Animais como roedores, patos, galinhas e outras aves podem ser muito tentadoras para Boxers, no entanto, eles podem ser ensinados a “deixá-los”.

Ainda assim não é recomendado que sejam deixados sozinhos com estes animais.

 

Alimentação do Boxer

Sabemos que o Boxer é um cachorro robusto e forte, e portanto, você deve dar conta das suas necessidades nutricionais.

Além do mais, a maneira mais rápida de fazer um cachorro feliz e saudável é por meio de uma alimentação balanceada.

Quer seja uma ração comercial ou uma alimentação natural para cachorros, é importante verificar os ingredientes para saber qual decisão tomar.

Então, se você alimentar seu Boxer corretamente, eles serão mais enérgicos, terão menos problemas de saúde e estarão menos propensos ao ganho de peso.

Igualmente, com uma alimentação saudável, sua pele e pelagem também ficarão excelentes, com brilho e com certeza ele terá menor queda de pelos.

Então, para garantir todos os nutrientes que o seu Boxer precisa, vamos dar uma olhada nas necessidades dele.

 

Nutrientes Necessários Para o Boxer: Como Escolher a Melhor Nutrição

O principal item da dieta de um Boxer, assim como de outras raças de cachorros, é a carne.

Da carne são extraídas as proteínas, aminoácidos, e uma pequena porcentagem de gordura, dos quais ele necessita.

Se você observar no rótulo da sua ração preferida o primeiro item da lista é geralmente uma proteína.

As fontes de proteína saudáveis e próprias para consumo são a carne, a farinha de carne ou então frango e farinha de frango.

Recuse as formulações com farinha de penas, farinha de ossos, farinha de carne e ossos, farinha de subprodutos, farelo de milho, farelo de soja, soja, trigo ou milho.

A porcentagem de proteínas para um Boxer pode variar de acordo com as idades:

  • para um Boxer adulto é de 22 a 26% de proteína
  • para um Boxer filhote vai de 24 a 28% de proteína

 

Certifique-se que seu Boxer está consumindo estas proteínas para que ele desenvolva uma boa saúde.

Um bom nível de proteínas na dieta também ajudará a evitar o sobrepeso, uma vez que a alimentação com proteínas favorece o metabolismo e evita o acúmulo de gorduras.

Falando em gorduras, este é o segundo nutriente necessário na dieta do seu Boxer.

A gordura é uma fonte de energia principalmente para filhotes, que estão em fase de crescimento.

Assim como as proteínas, filhotes necessitam de maior nível de gorduras, em torno de 14 a 18%, quando para um adulto é de 12 a 16%.

Assim como falado neste artigo sobre os Labradores Retrievers, todos os cachorros não necessariamente precisam de carboidratos em suas dietas.

Os alimentos do seu Boxer nunca devem conter conservantes químicos, açúcar ou corantes artificiais.

 

Consequências e Perigos de Uma Nutrição Inadequada

Se você não está alimentando seu Boxer corretamente, sua saúde ficará prejudicada.

Como eu citei acima, Boxers estão propensos a obesidade. Quando eles não estão recebendo alimentos saudáveis ​​em sua dieta, como guloseimas inadequadas, você acaba sobrecarregando seu sistema e eles podem ganhar peso.

E, definitivamente, um Boxer gordo não é saudável, e também não é feliz.

A obesidade predispõe ao aparecimento de outras doenças, como Diabetes e doenças articulares, e pode até causar a morte precoce!

A expectativa de vida de Boxer obeso é muito menor que a expectativa de um cachorro saudável.

Em outro extremo, um Boxer, com uma alimentação pobre em nutrientes, pode se tornar um cachorro magro, com aparência de mal cuidado.

Seus pelos se tornam opacos e quebradiços e eles podem ter atraso no desenvolvimento dos ossos.

Podem ser mais suscetíveis a doenças transmissíveis porque sua imunidade está baixa.

 

Preço de um Filhote de Boxer

Essa é uma dúvida frequente de muitas pessoas que estão em busca do seu filhote perfeito.

O preço de um filhote de Boxer pode variar absurdamente, de um criador para outro.

Algumas variáveis que compõem o preço de um filhote, seja ele Boxer ou de outra raça, são:

  • os custos que o criador tem para adquirir e para manter as matrizes;
  • os custos de todos os cuidados dispensados para produzir uma ninhada;
  • os custos com veterinários e outros profissionais envolvidos.

Ou seja, quanto maior o nível de profissionalismo e cuidados com todos os animais envolvidos, maior é o preço de um filhote.

Em contrapartida, infelizmente, existem criadores que mantêm seus cães em situações de vida insalubres e por isso têm um preço mais baixo.

Essas questões não são vias de regra, por isso, é totalmente indicado que você pesquise a fundo como são as condições de criação e a reputação deste criador de cães.

Não recomendamos comprar um filhote de Boxer branco para reprodução!

Seja consciente, pois as características genéticas provenientes da cor branca podem trazer algumas doenças.

Em nossa pesquisa encontramos preços de Boxer entre R$1.000,00 a R$3.000,00 reais.

 

Conclusão

 

Agora que você já sabe tudo sobre seu Boxer, queremos saber como é para você ter esse cachorro vibrante e corajoso em sua casa.

Compartilhe conosco suas experiências com seu(s) Boxer(s) deixando um comentário.

Além disso, também criamos uma hashtag perfeita para você e seu Boxer.

Publique no seu Instagram, uma foto do seu Boxer com a seguinte hashtag #boxersincriveis

Você poderá ter uma foto do seu Boxer aqui neste artigo!

Nos ajude também a compartilhar essas informações e ajudar centenas de milhares de pessoas com seus Boxer..

Compartilhe com seus amigos ou em suas redes sociais.

 

Um AUbraço! E até o próximo artigo!

 

Links Úteis

American Boxer Club