beagle 1

O Beagle é uma raça proveniente da Inglaterra, criado inicialmente como cão de caça farejador.

Aliás, se há uma característica importante em Beagles é que eles são ótimos farejadores.

São cães felizes, amorosos e extrovertidos que ainda possuem em seu sangue a natureza de caça: muita curiosidade e determinação.

São cães extremamente ativos e com alta necessidade de exercícios.

Sem uma quantidade adequada de exercícios todos os dias, podem se tornar pequenos destruidores.

Beagles também adoram comer e irão farejar qualquer lugar em busca de comida.

Podem ser um pouco difíceis de se adestrar, mas se combinar suas características de comilão e farejador, o adestramento pode dar muito certo.

Perfil da Raça Beagle

Grupo: Cães de Caça

Tamanho: Porte pequeno

Altura: Os machos podem ter de 36 a 41 centímetros, já as fêmeas podem ter em torno de 33 a 38 centímetros de altura.

Peso: Os machos podem pesar de 10 a 11 quilos, já as fêmeas pesam em torno de 9 a 10 quilos.

Expectativa de vida: de 10 a 15 anos.

Destaques Da Raça Beagle

Beagles São Excelentes Farejadores

Os Beagles possuem mais de 220 milhões de terminações nervosas olfativas em seu nariz.

Isso significa que eles são muito bons farejadores.

Por isso, muitas vezes eles são utilizados em trabalhos que tenham como requerimento farejar odores.

Um bom exemplo destes trabalhos são aeroportos, nos quais, o Beagle ajuda a encontrar substâncias ilícitas, como drogas.

Para cães domésticos é o mesmo: seu Beagle irá farejar qualquer odor que ele achar interessante.

Seu nariz controla seu cérebro, se sentirem algo interessante, nada mais existe em seu mundo.

Beagles Podem Ser Difíceis de Adestrar

Embora sejam carinhosos e gentis, os Beagles podem ter uma tendência independente e teimosa.

Isso pode dificultar o adestramento da raça, fazendo deles uma raça não tão fácil de adestrar.

Para treinar obediência no seu Beagle (ou pedir para um profissional adestrá-lo) é necessário que se entenda duas características principais que podem influir.

Uma delas é a grande tendência da raça para o farejamento, como dissemos acima.

Considere táticas de adestramento que incluam cheiros e odores agradáveis ao Beagle.

A segunda característica é que Beagles adoram comer, então favoreça o uso da comida como recompensa positiva.

Beagles Adoram Comer

A comida é muito importante para o Beagle.

Por isso eles comerão em excesso quando tiverem a chance.

Portanto, monitore a quantidade de comida que você dá e certifique-se de manter seus armários fechados e suas latas de lixo protegidas.

Caso contrário, seu Beagle vai farejar os alimentos que ele mais gosta.

Ele também leva muito a sério a sua tigela de comida, podendo ficar até agressivo enquanto estiver comendo.

Portanto, não o provoque durante este momento, e ensine também as crianças.

Beagles Podem Latir ou Uivar Excessivamente

Beagles possuem cordas vocais impressionantes, com notas que são muito mais cheias e mais altas do que os outros cães.

Eles também possuem 3 tipos de latidos (ou vocalizações diferentes).

Eles podem latir, podem uivar e podem latir e uivar (simultaneamente).

O latido padrão é para as coisas do dia-a-dia, como um toque de campainha ou um petisco à vista.

O latido com uivo é reservado para quando eles avistam uma presa (lembrando seus primórdios caçadores), ou então, quando querem te acordar.

Este som é parecido com uma melodia, um cântico.

Finalmente, há o uivo. O uivo pode ser um sinal de desespero.

Os beagles vão uivar se estiverem tristes, entediados ou em resposta a outros cães uivando.

Lembre-se de estar preparado para trabalhar com o seu cão para controlar latidos e uivos excessivos.

História da Raça Beagle

A história da raça Beagle é bastante antiga.

Seus primórdios começaram no século V, com os ancestrais do Beagle na Grécia antiga.

Parece haver uma documentação confiável que descreve cães com características próximas do Beagle nesta época.

Não havia nenhum nome formal dado a estes cães, no entanto, eles são considerados os primeiros ancestrais dos primeiros Beagles.

A partir do século VIII há relatos de duas raças que aparecem na ancestralidade do Beagle.

As raças são St. Hubert Hound, que era um cão de caça e o Talbot Hound.

Conta-se que o St. Hubert Hound foi utilizado para desenvolver o Talbot Hound, porém o Talbot não servia bem para a caça pois era um corredor bastante lento.

No século XI, o Talbot Hound foi levado à Inglaterra por Guilherme, O Conquistador.

Na Inglaterra, acredita-se que o Talbot Hound foi cruzado com o Greyhound em um esforço para produzir um cachorro mais veloz.

Esta nova raça de cachorro criada foi chamada de Southern Hound que, por sua vez, é considerada um ancestral do Beagle de hoje.

Os primeiros cães que foram referidos como “Beagles” eram cães de caça pequenos que tinham aproximadamente 20 centímetros de altura.

Esses pequenos cães eram chamados de “Pocket Beagles”, pois eram literalmente pequenos o suficiente para caberem nos bolsos dos caçadores.

Em meados do século XVIII, a caça aumentou em popularidade e cães maiores tornaram-se os companheiros de trilha preferidos, fazendo com que essa linha de Beagles em miniatura fosse negligenciada e, em 1901, acabou extinta.

Enquanto isso, cães de caça maiores eram desenvolvidos.

O Southern Hound e o North Country Beagle foram cruzados com Stag Hounds (cães de caça maiores) criando padrões de raças como Foxhound e o Beagle.

Conta-se que na década 1840 houve o grande desenvolvimento do padrão Beagle como conhecemos hoje.

Havia quatro diferentes variedades de Beagle: Beagle Médio, Beagle anão, o Fox Beagle e Beagle Terrier (com pelagem áspera).

Mas em 1887, havia apenas 18 matilhas documentadas de Beagles na Inglaterra.

Então, esforços começaram a ser feitos para preservar sua linhagem.

O Beagle Club e a Associação de Mestres e Beagles foram fundados em 1890 e 1891, respectivamente, e se uniram para elevar o número de matilhas de Beagle para 44 em 1902.

Não se sabe ao certo a origem do nome Beagle. Alguns especulam que vem da palavra francesa begueule, que significa “garganta aberta”.

Personalidade Da Raça Beagle

Beagles são espertos, carinhosos, curiosos, amigáveis ​​e brincalhões.

Ainda possuem o instinto de caça dentro deles.

Por isso são completamente amáveis ​​e leais, o que faz com que eles sejam ótimos para crianças de todas as idades.

Com muita energia e uma personalidade alegre, eles podem passar horas brincando  com as crianças.

E por esse mesmo instinto de caça, eles geralmente não se dão bem com animais menores (como gatos e coelhos).

Sendo cães curiosos, qualquer novo cheiro fará com que eles queiram investigar.

Por isso, em atividades externas sempre mantenha o seu Beagle na coleira e certifique-se que o seu quintal é bem fechado para prevenir fugas.

Beagles também são animais de matilha clássicos.

Eles gostam de estar sempre com companhia, seja de sua família humana, seja de irmãos Beagles ou cães de tamanho apropriado.

Podem ser levemente desobedientes, precisando serem, por vezes, subornados com comida para realizarem determinadas tarefas.

E, falando em comida, Beagles adoram comer! E sendo cães muito ativos necessitam de grande quantidade de exercícios diariamente.

Especialistas recomendam de 30 a 60 minutos de atividades diárias, para queimar calorias e liberar sua energia.

A não ser que você queria ver sua casa destruída, é bom ter uma rotina de exercícios para liberar sua energia reprimida.

Beagles também são excelentes cães de guarda. Ele é bastante corajoso para seu tamanho e não hesitará em avisar seus tutores de quaisquer perigos percebidos com um latido alto.

Alguns tutores alertam que os Beagles podem passam o dia inteiro uivando e latindo.

E sim, eles vão uivar se perceberem outro cão na área ou latir se estiverem entediados ou deixados em casa sozinhos por muito tempo.

Saúde Do Beagle: Veja os Pontos Críticos

A raça Beagle é geralmente saudável, mas como todas as raças, também está propensa a certos problemas de saúde.

Nem todos os Beagles vão adquirir uma ou todas essas doenças, mas é importante estar ciente caso você esteja pensando em adotar um Beagle.

 

Cherry Eye “Olho de Cereja”

Esta doença ocorre quando a glândula da terceira pálpebra aumenta e fica inchada. Parece uma massa vermelha – uma cereja – no canto interno do olho do cachorro.

O tratamento para  esta doença é geralmente a cirurgia.

 

Displasia de quadril

Ocorre desenvolvimento anormal e / ou degeneração da articulação coxofemoral (quadril).

 

Luxação Patelar

Ocorre quando a patela (osso do joelho) é deslocada da articulação. Este deslocamento pode ser total ou parcial

 

Atrofia Retiniana Progressiva:

São distúrbios degenerativos do olho que eventualmente levam à cegueira permanente em ambos os olhos.

Glaucoma:

O glaucoma é um transtorno ocular grave caracterizado por acúmulo de fluído dentro do olho.

Epilepsia

É uma doença neurológica que pode ser herdada ou não.

A epilepsia causa convulsões leves ou graves que podem se mostrar como um comportamento incomum (como correr freneticamente como se fosse perseguido, andar cambaleando ou se escondendo) ou mesmo caindo, membros rígidos e perda de consciência.

É assustador assistir a uma convulsão, mas a epilepsia idiopática geralmente é tratável.

É importante levar o seu cachorro ao médico veterinário para um diagnóstico adequado, pois as convulsões podem ter outras causas e é essencial descobrir a causa para o tratamento.

Doença de Disco Inter Vertebral

É uma doença causada pela projeção do disco inter vertebral em direção à medula espinhal.

A compressão da medula espinhal pode ser mínima, causando dor no pescoço ou nas costas.

Ou pode ser grave, causando perda de sensibilidade, paralisia e falta de controle do intestino ou da bexiga.

O dano causado pela compressão da coluna pode até mesmo ser irreversível.

Distiquíase

É o crescimento anormal de cílios na margem do olho.

Hipotiroidismo

É causado por uma deficiência de hormônio da tireoide.

Os sinais que incluem infertilidade, obesidade, aborrecimento mental e falta de energia.

O pelo do cão pode tornar-se grosseiro e quebradiço e começar a cair, enquanto a pele fica dura e escura.

O tratamento para hipotireoidismo inclui a reposição do hormônio.

Geralmente, a medicação deve continuar durante toda a vida do cachorro.

Nanismo

Esta é uma doença em que o cão é menor que o normal.

Essa condição pode ou não ser acompanhada por outras anormalidades físicas, como pernas extremamente curtas.

Síndrome de Beagle Chinês (SBC)

Esta é uma doença que é caracterizada por um crânio largo e olhos inclinados.

O crescimento costuma ser normal.

Pode haver os cães com SBC com problemas cardíacos e anormalidades nos dedos dos pés.

Pelagem do Beagle

Os beagles possuem uma pelagem de camada dupla e aspecto curto, liso e denso que é resistente à chuva.

Eles costumam ter queda de pelo moderada, mas por terem pelos muito curtos, essa queda é pouco perceptível.

Sua pelagem tem tendência a ficar mais densa no inverno e então eles acabam tendo maior queda de pelos na primavera.

Padrão de Cores do Beagle

A cor mais comum para Beagles é tricolor com a área das costas preta, pernas brancas, peito, barriga e ponta da cauda brancos e um bronzeada na cabeça e ao redor da parte preta das costas.

A segunda combinação de cores mais comum é vermelha e branca em um padrão bronzeado de manchas no rosto, pescoço, pernas e ponta da cauda.

Qualquer que seja a sua cor, eles normalmente têm uma ponta de suas caudas brancas, para que os caçadores possam vê-los quando estão caçando na grama alta.

Cuidados e Higiene Com o Beagle

Escove seu Beagle com escovas macias a médias pelo menos uma vez por semana para soltar e remover os pelos mortos.

Beagles são cães geralmente limpos e não necessitam de banhos muito frequentes.

Como os Beagles são cães que possuem orelhas caídas, o ar não circula bem dentro de seus ouvidos e eles podem ter infecções.

Verifique suas orelhas pelo menos a cada duas semanas para sinais de infecção ou acúmulo de cera.

Convívio Do Beagle Com Crianças E Outros Pets

O Beagle é uma ótima raça para crianças, como já citamos acima.

São cães amáveis e cheios de energia que compartilham a mesma felicidade com as crianças.

Assim como com todas as raças você deve educar seu filho como se portar perto de um cachorro, e como tocá-lo ou brincar com ele.

Em relação a outros animais, Beagles podem se dar bem com outros cães do mesmo tamanho ou maiores.

Geralmente eles têm instinto de liderança, portanto vale a pena fazer a socialização desde filhotes.

Cães e outros animais menores podem não ser tão indicados para conviver com um Beagle.

Beagles ainda possuem instintos de caça e podem vir a perseguir estes animais.

Seu olfato aguçado pode fazer com que eles sintam cheiros de outros animais e não desistam até agarrá-los.

Mesmo que animais menores sejam colocados fora de alcance, isso poderá acabar frustrando seu Beagle, fazendo com que ele lata e uive sem parar.

Alguns especialistas recomendam que tutores de Beagles  não adicione um animal menor à casa, como gatos, coelhos, hamsters, furões e similares.

A socialização desde filhotes pode amenizar esta situação.

Alimentação do Beagle

O Beagle necessita de uma dieta de alta qualidade para manter uma excelente saúde.

É importante que recebam uma dieta balanceada em calorias, pois essa raça possui tendência a obesidade.

As porções de alimentos que fornecem essas calorias devem conter todas as proteínas, carboidratos, fibras, vitaminas e minerais necessários.

Requisitos Calóricos

Beagles de aproximadamente 10 quilos necessitam de 550 calorias diárias de alimento.

Estas calorias devem ser divididas em várias refeições, pelo menos duas vezes ao dia.

 

Ingredientes e Nutrientes

Beagles precisam de uma combinação de proteínas, gorduras, vitaminas e minerais em suas dietas.

A alimentação do seu Beagle deve conter uma fonte de proteína, como frango, peixe, cordeiro ou peru, como o principal ingrediente.

Evite subprodutos derivados da carne não-muscular de animais.

Você deve escolher uma alimentação apropriada, seja ela ração comercial ou alimentação natural para cachorro, certifique-se de estar escolhendo a melhor alimentação para seu Beagle.

Conclusão

Agora que você já sabe tudo sobre seu Beagle, queremos saber como é para você ter esse cachorro amável e curioso em sua casa.

Compartilhe conosco suas experiências com seu(s) Beagle(s) deixando um comentário.

Além disso, também criamos uma hashtag perfeita para você e seu Beagle.

Publique no seu Instagram, uma foto do seu Beagle com a seguinte hashtag #beaglesincriveis.

Você poderá ter uma foto do seu Beagle aqui neste artigo!

Nos ajude também a compartilhar essas informações e ajudar centenas de milhares de pessoas com seus Beagles.

Compartilhe com seus amigos ou em suas redes sociais.

Um AUbraço! E até o próximo artigo!

 

Links Úteis

Beagle Pro